Cole o Código do Banner

18 de fev de 2007

Folia...!


Contaminados com a orgia da época,
desforrando os momentos de contenção,
segue o folião desvairado,
brincando com seus sonhos,
nesses dias de incontida loucura.

CARNAVAL,
é desafogar os estímulos
mas contidos, reprimidos.
É a vontade maior
de se sentir liberto,
marginalmente livre.
A oportunidade de não se pensar,
nos dias de restrição que
nos sujeitam a vida.

CARNAVAL,
é tempo em que o patrão pode sorrir.

CARNAVAL,
em que o dinheiro,
mesmo que amanha faça falta,
é como nunca gasto.
Usado com intenso prazer,
porque hoje é dia de
folia, de sonhos.

CARNAVAL,
onde suas músicas,
de romântico, nada tem,
Mas como possuem o mágico poder,
de deixar lembranças.
E como mexem em todos os nossos músculos
e representam quase que uma maravilhosa
volta ao passado,
ao tempo de criança.

CARNAVAL,
Onde encontramos o maravilhoso,
amor de momento.
Representado como a mais ardente
das paixões,
que em dias normais,
nos causam penosos tormentos,
machucando, já sofridos corações,
gastos que estão,
de tanta ilusão.

CARNAVAL,
louca miscigenação,
onde provamos da pele brilhosa,
suada e cheirosa da mulata.
Quando sentimos as vibrações
dos amores presentes,
ao ouvirmos o delírio da multidão
como cascata,
vivendo ilusões guardadas,
sem fantasia em seus corações.

CARNAVAL,
de emoções indefiníveis e infindáveis,
que vivenciamos em cada novo ano.

CARNAVAL.
é isso mesmo,
e só por isso,
lá vamos nós, foliões imaginários,
brincar a valer,
em mais um grande final.

CARNAVAL,
nos trás a esperança simples,
que nos faz vibrar.
Pois quem não gosta de ser um dia,
apenas criança contente,
que no carnaval,
por obrigação,
só te que brincar.

E como logo chega a quarta-feira
digo pra terminar;

_CARNAVAL é uma esperança,
é o dia a dia.
_Carnaval é uma sentença,
cumprida em maravilhosa folia.

Creative Commons License
Esta obra está licenciada por

Licença
Creative Commons
.

4 comentários:

Moderadora disse...

Poesia alegre, vibrante e bela como as alegrias do carnaval. parabéns Sr. poeta!

AMELIA disse...

Carnaval é também um estado de espírito, sem obrigações a nada, nem precisamos cantar, nem dançar, apenas lembrar o verdadeiro significado desta data para nós, brasileiros, que aproveitamos os feridos, para esquecer os problemas...
Linda poesia, muita coisa lida nas meias palavras, nas entrelinhas...
Como sempre uma genialidade!!!

beijos

Elu disse...

Muito legal!
Gostei Poeta.

Carnaval libera...libera inclusive a inspiração para o poeta escrever sabias palavras sobre o período...o intervalo para as brincadeiras, a alegria e o colorido.

Parabens!

nanci cerqueira disse...

Poeta, você disse tudo, carnaval é isso, aqui em Salvador é mais ainda, é o momento que o patrão sorrir junto com o pião, naquele instante não existe diferença, ele estar dentro do bloco pagando e o funcionário está do outro lado da corda ouvindo e vendo o mesmo show, é a igualdade de ver e ouvir, a alegria e euforia são as mesmas. É bonito ver a alegria do povo, das misturas de raças e cores, mas sempre chega o final! kkkkk

_CARNAVAL é uma esperança,
é o dia a dia.
_Carnaval é uma sentença,
cumprida em maravilhosa folia.

Um beijo menino.