Cole o Código do Banner

26 de abr de 2007

Nada quero com você...


Eu te tenho sem lucidez,
com muitas restrições,
duvidas, receios
com os dois pés atrás.

Parece ser brincadeira.
Parece loucura,
total insegurança,
muita desconfiança.

Você é estranha,
meio vazia, sem graça,
um tanto promiscua,
alguma coisa
de inconsequente.

Te vejo diariamente,
contida, dissimulada,
escondida em tua redoma
cheia de demônios,
a te proteger.

Fazes da distancia,
do incerto,
tua desculpa vulgar.
É furtiva demais
nossa estória.
É volúvel como você,
mera observadora
de poucas palavras.

Enfim...

Você é assim e não te
tiro a razão, mas se
não me ajudas, me deixa
e chama tua irmã,
pois ficar contigo,
por minutos, que seja,
não me faz bem.

Então combinamos assim...

Podes bater a minha porta,
sempre que eu estiver dormindo,
e manda tua irmã,
minha querida INSPIRAÇÂO,
estar comigo enquanto acordado.

Feito...?



Creative Commons License
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

6 comentários:

poemas disse...

Nossa que poema lindo,talvez o mais bonito e esclarecedor que já li até hoje......rssss.ALELUIA!!!!!
Poeta estás sem inspiração? não deixe que nada nem ninguém roubem o que tens de melhor....
Não deixaremos,seu exército irá em sua defesa.....com certeza.teus poemas razão maior e única de tudo isso....
Tu és sensível não pode deixar que nada corte esse estado de paixão ...precisas dele para os seus poemas.....
Então amigo....chute pq é macumba.
Bjos na sua inspiração.

Elâine disse...

Nessa poesia vc desnudou-se por inteiro. Foi uma "batalha" linda entre o desejo e a inspiração. Adorei. Vc sempre me surpreende.

Pedro Ivo disse...

ISSO É COISA DE POETA.
TEM A PODEROSA POESIA,
PELA VONTADE
DOMADA!

PARABÉNS POETA.

AMELIA disse...

Lindo, realmente algo que só sua inspiração poderia falar!
Desejos e inspirações...juntos ou separados?
Beijos

Rita disse...

Todo poema tem um recado contido, para o próprio poeta, ou, como perfume exalado no ar...Muito bonito! Bjks

nanci cerqueira disse...

Poeta, tua “INSPIRAÇÂO” é uma bênção de Deus, nada que chegue de outros mundos irão te frear, teu caminho é longo, tua visão não pode chegar a obscuridade, pois teu coração é sensitivo e tem muita luz, o mundo é cheio de surpresas, boas e más, cabe a nos descobrir a diferença e sentir a verdade com a alma. A verdade é uma só, ela não é uma metamorfose ambulante!!!

Eu te tenho sem lucidez,
com muitas restrições,
duvidas, receios
com os dois pés atrás.

Parece ser brincadeira.
Parece loucura,
total insegurança,
muita desconfiança. ...

Te vejo diariamente,
contida, dissimulada,
escondida em tua redoma
cheia de demônios,
a te proteger.

Muitas vezes julgamos o que não enxergamos, dando ouvidos aos demônios que sopram coisinhas e de longe ficam curtindo nossa dor!!! Temos que ser mais espertos que estes diabinhos!!! Parabéns poeta, um beijo.