Cole o Código do Banner

22 de ago de 2007

Menina ... Puta ... Mulher...


Pena menina,
mas me perdendo nos sonhos das novidades,
esqueci de viver momentos realmente
mágicos com você.

De tanto desejar sentir a aventura
da paixão, esqueci de viver preciosos
detalhes em você.

Buscando presenças pelos ventos,
não guardei nossas noites de amantes.

De tanto vivenciar sentimentos,
poemas e novidades,
te perdi por um jogo de palavras.

Deixei, sem perceber, de viver você.

Agora querendo roubar da noite o sono,
te vejo distante no grito mudo
do meu ciúme.

Muito sonho, muitas letras, infinito fascínio.

E em meus lençóis te re-desejo,
me incendiando, como menina, puta,
mulher, nessa ultima caminhada
para salvar nossa paixão.

Já sem letras ou palavras que te tragam,
busco, sigo cantando paixões,
nesse vazio e ordinário coração,
que mora hoje, sem você,
silencioso em meu peito.



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

4 comentários:

El�ine disse...

Letras que fazem sonhar e
palavras que fascinam gritam silenciosamente a paix�o nesta bela poesia. Parab�ns!

R.Cássia disse...

Sempre haverá salvação p/ o amor...Poesia, linda redenção...Bjks

Amélia disse...

Linda! O amor sempre vem envolto em uma nuvem, que as vezes o deixa obscuro, mas ela passa e se ele for verdadeiro permanecerá!
Parabéns

nanci cerqueira disse...

Poeta, este poema é divino, “puta” eu sempre defendir a mulher no ato do amor, se for por amor, acho que uma puta é uma mulher verdadeira, desprovida de regras, sentindo seus sentimentos, foge de normas quando quer, ela se transforma em todas as mulheres, lindas, maravilhosas, elegantes, guerreiras e barraqueiras kkk se for preciso kkk Uma mulher dessa não pode ser perdida por palavras!!! Kkk Resgata esta mulher, ela tem valor! Lindo o que diz poeta!!!

Pena menina,
mas me perdendo nos sonhos das novidades,
esqueci de viver momentos realmente
mágicos com você.

De tanto vivenciar sentimentos,
poemas e novidades,
te perdi por um jogo de palavras.

Deixei, sem perceber, de viver você.

Agora querendo roubar da noite o sono,
te vejo distante no grito mudo
do meu ciúme.

Muito sonho, muitas letras, infinito fascínio.

O tempo passa e fica os sis, não deixa poeta que isso aconteça, pega esta menina, puta, mulher e faz feliz, fica feliz, não deixa de viver esta menina!!!
A vida passa rápido, tudo é rápido, anos e vida!!! Lindo o que diz!!! Te beijo