Cole o Código do Banner

1 de fev de 2008

Repente de Amor...


Rápido como um raio
o vento levado chegou e deixou a mostra
o rosto corado e as pernas da mulher,
levantando seu vestido aos céus.

Mulher madura, linda, decidida e fogosa,
fez charme para agradar seu homem,
virou-se naturalmente e sorriu.

Um leve aperto no braço do seu amor,
mostrou que precisava de segurança.
Topou com um sorriso de admiração e apoio,
do seu homem que a seu lado a olhava
com olhos de dono e servo.



Agora com suas pernas já cobertas
pelo fino tecido de sua roupa,
ela sem pestanejar, segredou no ouvido
do amado

- Te amo meu macho...
- Tudo o que o mundo agora viu é teu e só teu.

Era a pronta reposição da segurança recebida.
Com um olhar de orgulho e gula, seu homem,
num gesto suave e decidido, sussurrou para o
mundo todo ouvir.

_ Você é minha e por isso tenho
pena dos outros homens !!!

Confiantes seguiram para a vida,
convictos que tem o combustível que nutre esse amor.

A confiança, que o amor de cada um pode dar...!



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

4 comentários:

R.Cássia disse...

Muito bom... O amor... Bjks!

Amelia disse...

Poeta,
Só confiando podemos amar e nos entregar a este amor!
Lindo poema!

Nadine disse...

Perdão por tudo o que eu disse
E por tudo que esqueci de dizer, também
Quando as coisas ficam complicadas
Eu enloqueço, ou vou com tudo.

PRECISO DE VOCÊ

Eu queria que nossas vidas fossem fáceis
Eu não quero o mundo, só você
Eu queria poder dizer isso cara a cara
Mas nunca há tempo, nem lugar
Mas esse depoimento deve dar conta do recado

Eu te amo

Nanci Cerqueira disse...

Poeta, confiança é simplesmente se absorver a informação recebida sem pestanejar, sem buscar analisar se é verdadeira ou não, é a tranqüilidade de ouvir ou ver e acreditar, sabendo que quem esta ali como informante não temos nem um instante de dúvidas da integridade desta pessoa. Confiar é um ato de pureza, mas só desenvolvemos este sentimento por quem o conquista, a confiança é conquistada, não pedida nem imposta! Confiar em uma pessoa é ter a certeza dos atos que ela não será capaz de cometer! É julgá-la por nós mesmos! È entrar numa fogueira para defendê-la sabendo que não vamos nós queimar! É matar ou morrer em sua defesa! A confiança total é a base da convivência entre duas pessoas! Teu poema demonstra isso, e é a verdade da vida! Parabéns menino!


Um leve aperto no braço do seu amor,
mostrou que precisava de segurança.
Topou com um sorriso de admiração e apoio,
do seu homem que a seu lado a olhava
com olhos de dono e servo.
...

A confiança, dá harmonia, é o que os tornam cúmplice em tudo pra tudo! A confiança quando total, você fala e age no lugar da outra pessoa, você sabe o que ela falaria e agiria naquele instante, pois os pensamentos são conjugados, são sentidos, a confiança faz os olhos falarem! A confiança é TUDO! Faz o AMOR perdurar! Fantástico poeta!!!

Te beijo e confio em você!