Cole o Código do Banner

11 de abr de 2009

Permitindo teu Coração



Nesses dias de louvor,
alegrias e penitencia,
alguns choram, outros sorriem.
Benditos provam do negro doce,
malditos sonham com fome.

Eu, homem comum,
passante afoito,
por vezes apimentado,
aprendiz em vida continua,
desaguando olhares secos,
restando apenas vestir minha alma
com palavras rotas e letras quase doces.

Quando te doer viver plenamente,
olha para trás e se te der medo
de olhar pra adiante,
busque uma mão erguida,
amiga ou não.
Se estiver a minha procura,
olhe à esquerda ou à direita,
que ali estarei...
permitindo teu coração.

Não se deixe esquecer jamais,
que sou teu suor real,
tua alma co-existente,
teu compromisso comum,
sem teu pranto,
com teu canto final.

Sigo te dando palavras sem rimas,
por vezes óbvias e sem sentidos
num sentido lógico.

Dito assim,
nesses dias de glorias e arrependimentos,
muitas letras nessas palavras que te levam
a viajar sem destino,
sem uma rota conhecida.

É nada demais não.
Não fica preocupada,
nem faz teu coração acelerar.
Tudo isso é somente para
te desejar meu coração.



Creative Commons LicenseEsta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

3 comentários:

Nanci Cerqueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
R.Cássia disse...

Palavras cifradas de carinho...
Muito bom "ouvi-las"...
Bjks!

Tania Medeiros disse...

Rilton

Assim fez Cristo ao ressuscitar, nos deixou a mensagem que vive para que nós possamos chamá-lo, pedir colo, e a sua mão para que nos cuide e nos traga a paz que todos nós precisamos tanto,para renovarmos nossa fé na presença divina.
E, magicamente nos mostrou que renascendo na fé de um mundo melhor, reconheceremos os anjos nossos parceiros nesta vida.

E vc, Rilton, através das tuas palavras faz este papel e nos faz mais feliz.

Parabéns pela sensibilidade de nesta data oferecer a tua mão e permitir teu coração...

Te beijo!
Com carinho!!!
Tania