Cole o Código do Banner

29 de mai de 2009

Vai menino, vai...



... Corre com teus olhos de interrogação.
Vaga pelas ondas de tuas conquistas.
Sobrevive pelos sombrios cantos de tuas derrotas.
Corre menino, busca o caminho de teu destino...

Vai menino, vai...

Você que sorria como o sol,
distribuindo beijo aos colibris,
sem gaiolas, que viviam em teus devaneios.

Vai menino, vai...

Receber tua dose de mentiras,
que nunca faltavam.
Remoendo regras, padrões
e dogmas ultrapassados.
Comendo o pão que o diabo rejeitou.

Vai menino, vai...

Rejeitar quem sempre te quis de joelhos.
Defender com dentes e saliva,
tua coroa de liberdades.
Cerrar punhos ante a opressão dos
batalhões de hipócritas.

Vai menino, vai...

Volte no tempo quando nós estávamos
tentando ser livres...
Você se viu diante dela e de mim.
Ah... Ha Ha Ha Ha!!!
Sem certo nem errado,
vinhas vendendo tua letra,
um nome, uma idéia,
um jogo sussurrado,
uma trajetória de vida.

Vai menino, vai...

Você dizia que a verdade não tem truque.
Não tem metade, jogo, meio ou inicio.
É melhor fazer alguma coisa rápido.
A verdade, tua verdade,
era perigosa.
Você poderia se matar,
se queimar em dores.

Vai menino, vai...

Isso, venha a mim, venha você,
ela disse em pavor.

Vai menino, vai...

Mergulhe fundo, ainda agora.
Salve de mim, minha cabeça...

Vai menino, vai...

Você...
Acho que conseguiu teu
destino também.
Naquele dia, naquela noite toda
e nas próximas também.
Nadou em mar de tubarões,
voou nos céus de tormenta,
sem nunca olhar para trás.

Vai menino, vai...

Mergulha na piscina dos tolos e segue
defendendo teu jeito de sonhar,
de viver, de colocar o coração em letras.
Querendo sempre a verdade e um amor contar.


Creative Commons LicenseEsta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Um comentário:

Nanci Cerqueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.