Cole o Código do Banner

14 de jun de 2011

Esquecer você...?




Hoje, decidi que não iria mais pensar você.
Quero esquecer teu gosto, teu sorriso, teu cheiro.
Hoje, aceitei apagar teu e-mail, teu telefone,
rasgar tuas fotos de infância, não imaginar teu rosto.

Hoje, tenho que apagar, deletar você do meu futuro.
Trocar nosso lugar preferido, não ouvir mais nossas músicas.
Mudar meu jeito de acordar e em nossas manhãs provar do amor de
outro coração.

Pois é, já ia esquecendo!!!
Prometi a outro sorriso que nessas noites frias e
com ventos cortantes, eu nunca mais chamaria teu nome.

Hoje, ainda hoje, logo pela madrugada
Antes desse sol envergonhado ceder lugar a lua,
notei quantos erros e que erros, pensei hoje, princesinha.

Esquecer teu cheiro, se meu corpo esta impregnado dele?
Do que adianta rasgar tuas poucas fotos, se jamais esquecerei teu rostinho lindo da hora do amor.
Teu gosto então, ainda não saiu de minha boca e quando beijo outros lábios,
sinto forte a falta do sabor, da forma, do jeito de nossos beijos.

Como tentar em três dias apagar você da minha vida,
da nossa "lua de mel", se vivi minha espera toda de você,
nesses poucos dias?

E nossos sonhos e lugares que iríamos viver?
E os sonhos por onde caminho todos os dias?

Como se aqui nesse pequeno refugio, mesmo em companhia,
tudo que me rodeia... Se em tudo há um tiquinho de você...
tudo lembra teu jeitinho dengoso?

E minhas letras, algumas musicas que ouvíamos juntos e de pirraça
dizíamos gostar por motivos outros?
E como não ter nossa música se os acordes estão em minhas poesias?

Ah! E teu nome?
Como não lembrar a cada minuto?
Se ele sempre foi um vulcão que queima em meu coração...

É princesinha, hoje percebi que esquecer você...
não é tão simples assim... não tem jeito.

Que esse meu gostar é mais intenso do que gostaria...
Que você fez parte de mim, da minha real solidão.

É menina pertencida,
só me resta acreditar que um dia...
Vou gostar esse gostar, em outro coração.


Creative Commons License

3 comentários:

Tania Medeiros disse...

Esquecer ... pra que?
Se temos a maravilhosa opção de lembrar do que nos deu prazer e felicidade ...
Quando a lembrança dói ela ainda está no coração ...
Quando ela acalma, está no lugar certo que deve ficar pra ser lembrada com prazer ...
É só uma questão de TEMPO!
As perdas devem mesmo ser choradas para depois serem boas lembranças!

Te beijo meu poeta preferido!
Tania Medeiros

Anônimo disse...

o poema, a música, tudo lindo. amo muitoooooooo...

Cinthia disse...

Rilton, suas palavras nos faz acreditar no amor outra vez.
Pena que o que nos falamos seja definitivo.

Mil beijos e felicidade com tua nova musa.