Cole o Código do Banner

1 de dez de 2011

É tentação demais...



Ao te ver,
de mansinho,
chego e me arrastando,
te busco num enrosco,
te encaixo.

Lado quente,
saliente,
vulcão ardente
esse desejo.

Aqui é difícil
Não podemos.
É cruel o enredo,
sem desfecho.

Olho por cima.
Logo disfarço.
Me refaço.
Sem jeito,
sonho e te revejo
do jeito que sinto.

Você ao sabor do doce
gostoso da sorte e
certo do fim do ato,
não luto,
antecipo o prazer de nós dois...

Creative Commons License Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

3 comentários:

Renata (Tua) disse...

Adoro você.

Mais beijos.

Carla Maria disse...

Adorei.

Aline disse...

Poeta, quando inspirado você arrepia...kkkk

Muitas lembranças boas.

Parabéns pela mama~e e pelo grande amor.

Beijocas