Cole o Código do Banner

23 de jan de 2007

Um sonho...


Quero o sonho
em forma de desafio marcado.
Delicado nas estórias
do teu corpo.

Quero em tua boca,
o beijo de fome selvagem,
sem vácuo.

Quero correr teus trejeitos,
quando menina-levada,
linda em teus sonhos.
Mostrando o caminho para ti.

Gosto quando explode
teu desejo,
que consome meu corpo,
fazendo de mim,
teu homem.

Gosto quando na cama,
és minha fêmea.
Gosto quando pedes,
com ar de submissão,
pra te fazer viajar.

És menina-levada,
murmurando delicias
raras ao meu ouvido.

Te quero sem cheiros,
sem gostos artificiais.
Gosto dos teus cabelos,
incomodando gostoso,
quando deitamos
depois do amor.

Maravilhoso turbilhão,
que em dia de sol
e vontade extrema de viver,
me fascina, me domina,
menina.

Sou um homem,
por vezes um menino,
um poeta errante,
uma confissão do amor.

Gosto de todas essas mulheres
que buscam, que fazem prazer,
em teu corpo.

Algumas me fazem feliz,
em outras me perco.
Sou vivente dos prazeres,
mais mundanos,
concebidos nessa imensa paixão.

Sigo descobrindo teus
mais íntimos desejos.
As trilhas ainda virgens,
que se iniciam por tuas coxas
e terminam radiante,
nas gotas supremas,
do teu gozo.

Ouço fortes sussurros,
leves gemidos.
Sou coração alado,
desvairado, vencido.

O poeta é real e vivo.
O homem um obstinado incansável.
Busca um amor que mereça,
deixando o destino premiar
seus eleitos.


Creative Commons License
Esta obra está licenciada por

Licença
Creative Commons
.

4 comentários:

Elãine disse...

Uma poesia que faz o coração bater desvairado, vencido pelo prazer da carícia das palavras, nos desejos que nos faz vivenciar.
Vc nos torna pequeninas diante do "poeta errante" em "uma confissão de amor".
Lindo demais. Amei

AMELIA disse...

Mais uma vez você nos leva a uma viajem, sensual e cheia de fantasias.
Adorei a exploração das trilhas mais virgens, é arrepiante!
Espero que o homem encontre o que procura nesta busca>
Um beijo

ana wagner disse...

Lindo texto, Rilton!
Oi foi o Tonril que escreveu?
Parabéns aos dois...
Beijos

nanci cerqueira disse...

Rac,
Realmente és uma confissão de amor, e nós faz sentir amadas, esta é tua missão, fazer as mulheres sonharem sonhos bons, e sentirem vivas pra vida!!!

...Te quero sem cheiros,
sem gostos artificiais.
Gosto dos teus cabelos,
incomodando gostoso,
quando deitamos
depois do amor. ...

Um beijo