Cole o Código do Banner

8 de fev de 2007

Olhares e Risos


No envolvimento
do dia a dia,
de repente,
nasce o querer,
a amizade
e sem razão,
um sentimento.

Vida, tua vida.
Minha estrada movimentada.
Sentimento maior,
nossa existência em
paralelos destinos
de corações ocupados.

Olhares.
Risos.

Aborrecimentos aparentes.
Concordâncias superficiais.

Tua emoção em outro,
minha espera sentida,
dissimulada.

Quero teu querer em emoções.
Participação em tuas esperanças,
em teus sonhos,
anseios,
defeitos.

Você toda!

Teu amor... Como quero!

Creative Commons License
Esta obra está licenciada por

Licença
Creative Commons
.

3 comentários:

Elâine disse...

Quanto querer cabe em um coração? Difícil responder mais difícil, ainda entender. Porém em coração de poeta tudo fica tão simples, tão natural que nos faz crer que a felicidade do amor está ali, basta sorrir e se entregar.
Linda, como sempre, poesia. Emociona e seduz.Parabéns adorei!

nanci cerqueira disse...

Poeta, a beleza do sentimento que tens dentro do peito é contagiante, as emoções sentidas e transformadas em palavras, palavras estas que nos faz sentir o que sentes, como se nossos corações se conhecessem, é de uma grandeza extrema teu sentimento menino. Feliz é o ser que te inspira tanto! Seja feliz com este coração cheio de amor, sempre nos presenteando. Te amo poeta!

No envolvimento
do dia a dia,
de repente,
nasce o querer,
a amizade
e sem razão,
um sentimento. ...

Um beijo bom.

Amelia disse...

Rilton,

Mais uma linda poesia, que nos faz viajar, em suas palavras e sentimentos, quase que transparentes.
"Minha estrada movimentada"
Nossa, uma definiçaõ de querer, forte e sedutor!
Feliz da mulher que te inspirou neste poema!
Beijos