Cole o Código do Banner

8 de mar de 2007

Falta tanta coisa....


Tanta coisa por dizer.
Tanta coisa que sentimos.
Tanto amor que recebemos.
Tanto sofrer damos em troca.

Para nós, homens,
só resta,

o dever,
o sentimento de candura,
que para elas, nada menos,
podemos dar.

Como compensar as noites
em claro, quando queríamos,
mudar o mundo?

Como evitar quando elas
nos defendem, depois de mais
uma traquinagem?

No escuro dos cinemas
da adolescência,
como não ama-las demais,
quando inventavam mentirinhas,
aos pais,
por chegar mais
tarde em casa?

Nas vésperas dos exames,
como não respeita-las mais,
quando nos deixavam colocar,
sorrateiros e cheios de promessas
nossos nomes em seus trabalhos.

Como não deseja-las muito mais,
quando inventam uma dor de cabeça,
por não quererem nos decepcionar?

Precisamos na certa, venera-las,
quando mesmo tristes e magoadas,
à mesa, sorriem até com olhos,
para a família nada perceber?

Como não perdoa-las,
se só elas nos perdoam,
guardando eternamente,
mais algumas magoas?

Como não incentivá-las,
quando querem também prover,
batalhar, se sujeitar,
para juntos crescermos fortes?

Como não suspeitar de um Deus,
que as fez lindas, feias,
loiras ou morenas,
altas e baixas,
mas todas, mulheres?

Como não ter o ego inflado,
com suas famosas cenas de ciúmes,
quando juramos de pés juntos,
que realmente olhamos para
a bunda da vizinha, mas foi só
pra ter certeza que a dela
é bem melhor?

Porque reclamamos de suas demoras
ao ficarem bonitas,
que mesmo não sendo
pra nós, como nos dá orgulho?

Enfim!

O que dizer pra essas mulheres,
que maravilhosas ou não,
feias ou lindas,
nossas ou alheias,
senão...


Obrigado!


Creative Commons License
Esta obra está licenciada por

Licença
Creative Commons
.

4 comentários:

Zoraide Martins disse...

Hum,adorei a poesia,vc é genial meu poeta...bjus e grata por tanto carinho!!!

Amelia disse...

Sempre perfeito!!!
O que nós mulheres, podemos dizer de um poeta-homem, ou será homem-poeta, que entende e compreende a alma feminina no seu universo maior?
Nosso poeta, só você poderia fazer uma homenagem tão perfeita, real e deliciosa?
Um beijo grande no seu coração!!!
Obrigada poeta

Ellu disse...

Poeta.
Uma bela homenagem.
Obrigada!
Nõs mulheres brilhamos tanto porque existem pessoas como vc que consegue enchergar coisas tão belas, e tem o dom de transformá-las em poesias.
Beijinhos!

nanci cerqueira disse...

Poeta, esta poesia é uma viagem a todas as fases de uma mulher, filha, mãe, menina, adolescente, esposa, amante. sofrida, feliz, amando e não sendo amada. Tua clarividência é fantástica, como sente na essência a alma de uma mulher, como descreve os sentimentos mais sentidos que não demonstramos, tuas palavras são ecos das nossas vidas, como pode nós enxergar com tanta fidelidade? Obrigado, e mais uma vez...Parabéns Menino, és Gente da Gente!


Enfim!

O que dizer pra essas mulheres,
que maravilhosas ou não,
feias ou lindas,
nossas ou alheias,
senão...


Obrigado!

Um grande beijo meu amigo! Que Deus te proteja sempre.