Cole o Código do Banner

25 de ago de 2007

365 dias...Tempo demais !


Dia 24 de agosto de 2007, 23h e 30min,
o ambiente foi tomado por um estranho clarão,
uma forte luminosidade.
Uma luz entre ambar-azulada , quase prateada,
forte e inofensiva.

Trazia com ela um vento acolhedor,
que rapidamente nos deu a paz,
uma resignação bendita.

No céu um clarão enorme, irreal e bonito.
No horizonte o dia parecia querer nascer antes da hora.
Nas arvores, mesmo velhas, surgiam flores e frutos,
quase que instantaneamente.
Os pássaros de seus refúgios noturnos cantavam como em
dia de primavera presente.
Os homens em suas casas sorriam.

Foi apenas por um instante, que em tua bondade,
tu vieste dizer "amo vocês".
E assim se fez a luminosidade em que a gente,
com sua vida, em nossa vida,
cerrou os olhos nas lembranças,
sempre boas, que nos ensinastes a talhar.

Tempo demais, volta mais vezes.
Vem dizer como estas.
Venha rápido como o raio do amor,
mas não nos abandone.

Seguimos por aqui aprendendo em teus livros,
onde as palavras sempre foram substituídas por teus atos.

Obrigado pra sempre, meu velho,
mas volta mais vezes, pois
a água de meus olhos já mancham essas simples letras de amor e saudade e como me dizias,

" Tua Companheiras da Realidade",

continuam aqui comigo e assim como elas,
precisamos todos de tua luz.



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

6 comentários:

El�ine disse...

O que dizer? Muitas vezes , diante da beleza dos sentimentos e da presen�a constante de amor e saudade as palavras ficam amorda�adas.Linda poesia, terna e amiga presen�a. Bjs com carinho e dengos ternos de amizade!

Tamires disse...

Maravilhosa, nada mais a dizer.

Obrigada poeta.

Dália disse...

És culpado do meu teclado esta cheio de lágrimas, mas te agradeço pelos momentos maravilhosos que passei ao te ler.

Você conseguiu fazer com que te ame, desde já, mesmo só conhecendo um pedacinho de nada de tua alma.

Mil beijos

Amélia disse...

Linda poesia, comovente, pura, cheia de amor, saudade e sentimentos!
Parabéns!

lumena disse...

Linda, emocionante...até chorei..lembrei-me de meu paizinho saudades...Vc é realmente um poeta...Parabéns.

nanci cerqueira disse...

Poeta, sempre te disse que ES um cara iluminado! Muitos que já tenha me lido, acharam muitas coisas, menos que eu estava sendo verdadeira.Brinco com meus amigos que minha função aqui nesta vida é de detectar anjos kkk e sei como esta função é grandiosa, tenho muito cuidado em não me precipitar! Ler você, sentir tua alma, sentir teus sentimentos, sentir tuas emoções, sentir o que teu poema diz, como sente teu Pai, com mensagens magníficas de ser, de dar, de integridade, de paz, eu não tenho dúvidas! Es um anjo entre nós!!!

Tempo demais, volta mais vezes.
Vem dizer como estas.
Venha rápido como o raio do amor,
mas não nos abandone.

Seguimos por aqui aprendendo em teus livros,
onde as palavras sempre foram substituídas por teus atos.

Tua capacidade de sentir e transmitir te dá esta prerrogativa, tua vida aqui tem um grande objetivo, pára e sente, sei que sente, segue, pois a verdade e o amor são sentimentos indestrutíveis. A verdade é um sentido de ser. O amor só se sente por ser! Me emociono com suas palavras!!! Te amo muito poeta!

Te beijo