Cole o Código do Banner

4 de set de 2007

Relembrando Amores...


Como é estranho lembrar do amor.
Relembrar atitudes, planos, frustrações.
Rever em devaneios, momentos de riso,
festa, harmonia e quero mais.

Lembrar daquele sorriso tão lindo e cativante.
Colher outra vez as lágrimas dos nascimentos.
Sentir na pele, peles que de mãos dadas
percorreram tantos caminhos.
O delirar das bocas juntas,
dos corpos ardentes,
dos finais arfantes.

Sorrir dos segredos, sem segredo.
Cumplicionando anseios, vontades e verdades.
Olhares que da boca tomavam o lugar,
mas como afetavam o rumo das conversas
sempre dizendo tudo.

Rebuscar na lembrança, cutucar os remorsos,
as brigas, desconfianças,
ciúmes, barracos , a paz.
Momentos de perdão que varavam eternas
noites de paixão.

Como é bom reviver amores.
Amores sim, claro.
Amar muito não é pecado,
é só se ter um coração desprevenido... rs

Amar no passado só não é melhor
que a doçura dos beijos de hoje,
dos olhares que nos damos agora,
do amor, nosso sim, tão bonito
que para resistir só sendo cúmplice
na hora que o passado chegar.

Chega de rabiscar,
tá muito bom repensar o amor...



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

5 comentários:

JEANINE disse...

Desculpe...
Mas senti a falta de algum sentimento neste teu poema...
Sinto-me no direito de até ousar em dizer que não gostei....
Não me pareçeu ser teu...
Algo faltou nele....
Mas é minha opinião...meu comentário...rsrs...sei lá..
Desculpe.
Bjos

dryka disse...

Saudade de vc!!!
bjos poeta lindo.

Amélia disse...

Lindo poema...amores passados, amores presentes, mas os toques nunca são esquecidos, cada um com sua personalidade, sua suavidade...
Muito bom quem tem amores para relembrar, e melhor ainda quem tem amor para vivenciar!
beijos poeta

nanci cerqueira disse...

Poeta, lindo você!!! Alguns anos atrás eu acreditava que só se amava uma vez, mas que nada... como você diz, pra amar basta estar com o coração desprevenido! Kkk O amor é um ciclo de vida, até encontrar a unificação dos seres! E por que não lembrar dos amores e das paixões passageiras? Se todos tiveram estes momentos... usando tuas palavras...“Que jogue a primeira flor, aquele que não amou...” kkk O amor é um sentimento sempre em evolução, aprendemos todos os dias a amar mais, com respeito e dignidade. Se não lembrarmos do que já vivemos, não vamos melhorar onde falhamos, todos falham e todos tentam acertar. Mas quando o ciclo se fecha se fecha, ficam as lembranças boas, as heranças cimentadas neste mundo através dos filhos.


Amar no passado só não é melhor
que a doçura dos beijos de hoje,
dos olhares que nos damos agora,
do amor, nosso sim, tão bonito
que para resistir só sendo cúmplice
na hora que o passado chegar.

Chega de rabiscar,
tá muito bom repensar o amor...

Amar hoje é mais certeza no sentir, no querer, no ser, na cumplicidade que temos que ter, até em pensamentos!!! Kkk Lindo teu poema menino

Te beijo kkk

R.Cássia disse...

Somos nosso passado, vivemos nosso presente e fazemos dele muitas vezes nosso futuro, que automaticamente vira presente...passado... Sempre vale a pena não esquecer...Bjks