Cole o Código do Banner

7 de out de 2007

Número mágico da entrega...


No ultimo botão de tua blusa, já afoito,
busco na transparência do momento,
os contornos salientes, delicados,
definitivos de teus seios.

Meio róseos, meio sonolentos,
teus bicos me encaram como
a desafiar-me a razão e os desejos.

O mamilo, ao leve toque desperta,
intumescendo tua pele e ela voraz,
língua acesa volteia em seus domínios.

Provando do sabor só teu, só dele,
quando de soslaio,
disfarçando a vontade,
percebo o outro, ali ao lado,
perto do calor, que me fita,
ainda tonto ainda desprezado.

Paro sem pensar e sem cerimônia contigo,
o trago de uma vez inteiro a minha
boca doce do mel que ainda escorrendo,
que ainda quente do companheiro,
agora só e em lágrimas,
cabe feito fruta madura.

A língua serena e certeira,
passeia agora em duas direções,
em busca do sorriso que
já desponta em teus lábios,
ao tempo em que inconsciente
cerras os olhos e passas a ter
três corações em teu peito.

Mais momentos ainda percorro
teus pêssegos que pequenos
se fazem grandes em teus desejos
de fêmea, mãe, mulher.

No hiato da percepção dos próprios
desejos percorro louco agora,
por todo o corpo que, como serpente
sedutora, arfa e zagueia quando
minhas mãos se acham perdidas em
tuas fontes.

Recomeço do ultimo gemido,
quando sem pudor algum,
pousas teus quadris em meu rosto,
completando o maravilhoso numero
mágico da entrega.

Sinto que te entregas,
e apenas sussurros posso ouvir,
tens a mim em tua língua e
com nenhuma palavra podes
revelar o que sentes, mesmo
estando perante a pulsação
maior do meu paraíso.

Abraçados bem juntos,
ainda posso sentir que
arfamos a satisfação do momento.

Ainda num ultimo gesto de amor,
beijo teus seios, de leve,
agradecendo o inicio de todos
os caminhos que me inspiraram.




Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

2 comentários:

T disse...

Você é louco mas te adoro assim mesmo.
Adorei o poema Sr.Poeta....hihihih

Beijos

nanci cerqueira disse...

Poeta, kkk fique tímida kkkk com tanta realidade, com tanto sentimento, você encanta os momentos da entrega, este poema é uma linda viagem! Não tem muito o que dizer, é sentir... só!

Abraçados bem juntos,
ainda posso sentir que
arfamos a satisfação do momento.

Ainda num ultimo gesto de amor,
beijo teus seios, de leve,
agradecendo o inicio de todos
os caminhos que me inspiraram.

Pouco sabem falar com a clareza e elegância que tens! Parabéns menino!

Te beijo kkk