Cole o Código do Banner

13 de fev de 2008

SUSSURRANDO BAIXINHO...


As roupas jogadas sem cerimônia,
aguardam no chão vadio.
Enquanto nossos corpos entregam
suas almas nessa cama quente,
requentada pelos desejos que me
fazes sentir.



Tua mão levada me busca com delicada firmeza,
enquanto em minha boca teu par de seios
variam a vez de dançar com minha língua em fogo.

Rolas atrevida por cima de meu corpo
e te pões em posição de batalha,
como guerreira representando as
meninas que do desejo fazem os corações
dos fortes tornarem-se brandos e solícitos.

Palavras severas demais
para essa hora do amor.
O melhor a fazermos é apenas sentir
e sussurrar baixinho....

Meu amor...!



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

4 comentários:

AMELIA disse...

Sensual...provocante, quente!!!
Gostei

R.Cássia disse...

Saudades dessa sensualidade... Muito bom ! Bjks

JEANINE disse...

rsrs..não pude deixar de pensar bobagem..rsrsr
OLHA A PROPAGANDA!!!RSRSR
UM BEIJO HOMEM.

Nanci Cerqueira disse...

Poeta, severas não, elegantes tuas palavras descrevendo um momento de amor! O amor é tão sublime que tem que ser descrito com alinhadas palavras, enfeitadas com a sutileza das emoções, nos fazendo viajar chegando no ambiente do teu texto, e mesmo em sonhos, sentir e ouvir... Meu amor!

As roupas jogadas sem cerimônia,
aguardam no chão vadio.
Enquanto nossos corpos entregam
suas almas nessa cama quente,
requentada pelos desejos que me
fazes sentir.
...
Palavras severas demais
para essa hora do amor.
O melhor a fazermos é apenas sentir
e sussurrar baixinho....

Meu amor...!


O melhor mesmo é te dar parabéns pelos teus sentimentos de Homem junto a uma Mulher! Parabéns Poeta! Parabéns!!!

Te beijo