Cole o Código do Banner

13 de jul de 2008

Púrpuros Ciúmes Celestiais...



De repente o vento traz você,
em águas de rosa.
Sopra a brisa suave com teu cheiro
doce.
Volto à cabeça à frente e
te vejo no passado.
Percorro o primeiro sabor
do teu gosto na saudade.

Parti e deixei contigo
minha ânsia do querer,
minha utopia de felicidade
ao teu lado.
Relegando a corações comuns,
teus restos de amor.

Sei que nossos tempos ainda
não findaram.
Sei que não esquecerás meus carinhos,
meus dengos,
minha vontade louca
de te fazer feliz.

Foi no caminho destino
da tua alegria,
que te vi ao longe
e soube,
na hora,
no suspiro mais forte de meu coração,
que você era a felicidade
destinada.

Agora tentando satisfazer
mais um de teus dengos,
tento pensar,
sem sofrer,
contar em poucas letras,
e com a música que me enviastes
em sonho,
em uma pitada de tinta púrpura,
todo o amor que teu deus,
em ciúmes celestiais,
nos privou de continuar
nossa vida, minha vida,
a teu lado.

É minha linda mulher,
o destino marcou o dia
certo para nos encontrarmos
outra vez...

Estaremos juntos na eternidade
de nossas vontades.
Na curva extrema de nossos
sonhos.
No ponto exato de nossos corações.

Te beijo daqui, sempre...



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

5 comentários:

Adri Salles disse...

Amigo Poeta...
Rilton Querido...

As Histórias se encontram e se enlaçam... com personagens diferentes... em tempos e lugares diferentes... mas expressam as mesmas Vivências... o mesmo SENTIR...
Suas Palavras, mais uma vez, conseguem transmitir verdadeira Grandeza, dando voz aos Corações que possuem a dádiva de ter Histórias como esta!!!
Agradeço por Existir!!!
Carinhosamente... Te Beijo...

DRi***OM***EU SOU

Debora disse...

Triste...triste.

JEANINE disse...

Triste...
Carinhoso...
Apaixonante..
Rilton...sempre Rilton..e suas entrelinhas...e suas linhas entre as linhas...
Saudoso..
Sonhador...
Intenso...
Rilton..sempre Rilton...sempre ..

R.Cássia disse...

Caminhos, interrupções, sonhos, desejos, desabafos... Quanto disto tudo há em uma só emoção? Bjks!

nanci cerqueira disse...

Poeta, teu poema nos faz refletir sobre a vida além desta, mas eu prefiro acreditar neste instante, que o destino marque a hora aqui mesmo!kkk Mesmo acreditando que a amor verdadeiro e real da alma, transcenda fronteiras, espaço e tempo como mostra o vídeo. Tua palavras me elevam a pensar além das compreensões, chego no lugar esperado da real felicidade, mas aqui tem toda a beleza que precisamos para sermos também felizes! Kkk Fantástico poeta, viajei! Pousei de volta, quero viver aqui! kkk

De repente o vento traz você,
em águas de rosa.
Sopra a brisa suave com teu cheiro
doce.
Volto à cabeça à frente e
te vejo no passado.
Percorro o primeiro sabor
do teu gosto na saudade.

Sei que nossos tempos ainda
não findaram.
Sei que não esquecerás meus carinhos,
meus dengos,
minha vontade louca
de te fazer feliz.

É minha linda mulher,
o destino marcou o dia
certo para nos encontrarmos
outra vez...

Se somos eternos no amor... por que não sermos eternos aqui, agora, já? Kkkk
Só uma reflexão para todos! Parabéns menino bonito de alma!

Te beijo... um beijo cósmico! kkkk