Cole o Código do Banner

26 de out de 2008

Palavras Cifradas...



Agora,
outra vez, posso falar do amor,
do amanhã,
de você que me enternece.

Domingo, dia claro, sem chuva,
com previsão de ameaça,
de pesadas esperanças.
Ouço velhas canções e viajo direto,
sem pestanejar, para o centro do teu
querer.

Nem sei como será não ter você.
Só sinto que precisas do velho amor,
do amigo, do amante, do poetinha
dos momentos do depois.

Te recitar palavras novas,
nunca me foi difícil.
Sempre brotavam silabas certas,
configurações inexatas,
sem rimas,
sem porquês.
Apenas palavrinhas de amor e remanso.

Sinto falta do teu sorriso,
quando, sem mais, dizia
escondido, pertinho do teu coração...

_ Se você está fria,
eu vou te manter aquecida.
_ Se você está sozinha,
apenas se agarre apertado em mim,
pois serei tua segurança...

Você levantava e corria pelo lugar.
Qualquer lugar, para nós dois,
era ideal para o amor.
Gritando para quem pudesse ouvir...

- Pretensioso você, em...?
- Quem te disse que muito preciso de você?
- Deixa de ser metido, meu homem.
- Você pra mim é só minha vida,
meu tudo, meu dia seguinte,
meu sangue derramado,
meus filhos que vais em mim fazer.
_ Só isso, viu...?

Curioso esse teu modo de dizer que me ama.
Estranho não seres tão direta, como sempre.
Difícil entender tuas voltas com as palavras.
Fácil demais te amar sem frescura,
sem dúvida, com dias seguintes.

Façamos assim...


Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

7 comentários:

R.Cássia disse...

É tão bom quando os segredos são compartilhados...
Quando as palavras "cifradas" têm seus caracteres desvendados, e são sorvidas como um cálice tinto do doce vinho da vida...
Mil Bjks!

nanci cerqueira disse...

Poeta... meu poeta!!!

Teu poema transmite uma energia boa, um acreditar na vida, no amanhã, nos sonhos, no Amor... Na alegria de viver!!! Sentindo a simplicidade de ser, acreditando e seguindo sempre os nossos corações!!! Fantástico!!! Fantásticas palavras! Parabéns menino! Parabéns...
As palavras quando bem ditas... tem que serem bem ouvidas... bem sentidas...
Se possível... sempre repetidas...

Agora,
outra vez, posso falar do amor,
do amanhã,
de você que me enternece.

Domingo, dia claro, sem chuva,
com previsão de ameaça,
de pesadas esperanças.
Ouço velhas canções e viajo direto,
sem pestanejar, para o centro do teu
querer.
...

Onde eu estiver... sempre falarei de Você!!! Com amor e admiração!!!

Moras no meu coração!!! Lá dentro, bem protegido! Kkkk

Vou sempre te dizer...

Te amo muito!!!

Te beijo com ternura

Sbellas disse...

Amei a poesia...amei o video!

Lindoooooooooooooo!!


Bjs

Sbellas disse...

Maravilhoso o Blog.

Amei tudo, bastante criativo,
videos belíssimos.
Parabéns!!

Soninha:
Belém/PA, 01/11/2008

SANDRA LIMA disse...

Querido Poeta Rilton amei a poesia, mágica, fantástica, o vídeo então é maravilhoso, parabéns por ser um homem tão inspirado e tão amado por todas as suas "meninas"
Te adoro querido! beijos
Sandra!

T disse...

Rilton, continuas o mesmo.
Duvídas do meu amor, da minha fé e de como fui feliz contigo.

Nossos filhos são mais teus que meus.
Eles pensam como você, agem como você, são tudo pra mim, como você.

Nunca duvidei que irias vencer mais essa e sabes que estaria contigo em qualquer situação.

Nem foi surpresa quando soube que tudo ficou bem.

Nunca brinquem com um homem que sabe fazer uma mulher feliz, pois
ele é especial e totalmente incomum, nem mesmo a morte.

Obrigado pelo poema e acho melhor
nem aceitares o comentário, "TUAS MENINAS" podem sentir o mesmo ciúme que sinto delas...kkk

Muitos beijo, pra sempre.

JEANINE disse...

PARA MIM..UM DOS POEMAS MAIS SIMPLES...SINCERO E VERDADEIRAMENTE REAL....

PARABÉNS...