Cole o Código do Banner

19 de nov de 2008

Eternos Presentes



Novo tempo surge do nada,
trazendo em minha imperfeição
de homem, a prova exata de que,
nem sempre enfeites,
arvores coloridas ou
lampejos de alegria,
fazem os olhos secarem,
sem molhar de saudade,
tua ausência sentida.

O que passou,
deixei passar.
O que vem,
que um dia fique para trás também.

Assim sendo,
de mim,
sou eu quem gosta de tudo que
a outros nada satisfaz.

Estranha concorrência entre
maravilhosos loucos,
que com suas letras,
me fazem viajar em múltiplas
realidades.

Na ternura de Tonril,
brilha um poeta menino,
onde vive um príncipe doce
que encanta.

Na indelicada franqueza do trovador
de letras, em Sorriso,
mora um homem,
sem açúcar ou dor.

Na falsa fragilidade feminina de
Fernanda sobrevive o desabafo
de toda uma luta pela delicadeza.

Entre rosas, fitas e papéis
cresce comigo Tonril,
um anjo sem asas,
que ao tentar sobrevoar corações,
aquece os sonhos e as valsas
imaginadas das meninas.

Em Fernanda, vivo os desejos,
os anseios desconhecidos de
todas as mulheres que me tiveram.

Com milongas e jeitos do
malandro Sorriso,
posso saborear o despertar
do tesão das mulheres-lobas.

Por isso...

Na hora dos brilhos e luzes
de todo ano, nada mais posso
receber em presente, pois
já tenho, em meus viajantes
todas as minhas verdades.

Mas não esqueça...

No dia de Natal,
mande uma rosa a Tonril.
Vista uma calcinha branca de algodão,
como gosta Sorriso e brinde o valor
das mulheres com Fernanda.

Então...

Na busca da perfeição,
aceitem nosso presente,
quando no final, de pé,
aplaudimos agradecidos à todos...



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

2 comentários:

nanci cerqueira disse...

Poeta menino... bonito isso! És um ser com privilégios... privilégios que a natureza te presenteou!!! Poucos têm esta capacidade, esta sensibilidade de viver realidades, de sentir os sentimentos alheios, de gritar os gritos dos outros, de sentir os anseios de uma mulher! Tuas palavras ressoam nas almas, transformam-se em carruagens de sonhos, geram luzes em escuridões, dão assas as imaginações, elevam egos, dão esperanças, sacodem poeiras, explodem corações, fazem renascer com alegrias... tens uma missão poeta... Ser farol!!!
Fantástico você... Fantástico!!!

Novo tempo surge do nada,
trazendo em minha imperfeição
de homem, a prova exata de que,
nem sempre enfeites,
arvores coloridas ou
lampejos de alegria,
fazem os olhos secarem,
sem molhar de saudade,
tua ausência sentida.
...
Estranha concorrência entre
maravilhosos loucos,
que com suas letras,
me fazem viajar em múltiplas
realidades.

Na ternura de Tonril,
brilha um poeta menino,
onde vive um príncipe doce
que encanta.
...

Vou repetir...
Que meu Deus te conserve sempre assim!!!

Poeta/Homem/Menino... com muito amor no coração!

Te beijo batendo palmas ... kkkk de pé!

R.Cássia disse...

Meu agradecimento aos três, que com suas letrinhas mágicas nos transportam à esse mundo colorido muitas vezes desejado, sonhado e visitado por tantas de nós...
Obrigada a vc Rilton, que os enche de vida.
Saúde!!!
Bjks!