Cole o Código do Banner

13 de set de 2009

Exigente Demais



O cobertor emaranhado no canto da cama,
traduz a realidade, a verdade de que preciso preencher
esses lençóis, com alguns momentos de você.

A cidade não colabora.
O transito é pesado.
A violência abafa esperanças.
As duvidas corroem o coração.

Mas eu acredito é no amor,
mesmo sabendo que nunca se deve confiar totalmente nos corações...

Quero que saiba que nada mais me excita
que amar-te.
Tê-la em meu corpo, absorvendo minha vontade,
fazendo dos desejos, cicerones da verdade.

Posso parecer o cara errado,
o homem sisudo, sério, arrogante, prepotente, até arredio.
Sei que, por vezes, pensa assim.
Mas vou te contar um segredo.

Esse jeito de ser é pura covardia de sentimentos.
Uma muralha de outras emoções que nasceu como escudo.
É o temor pela perda de pedaços do coração.
É poder viver em sonhos e precavido contra ilusões do imponderável.

Digo-te um ultima vez...

Faz com que eu separe o homem do dia a dia, do que dorme contigo.
Deixa aquele tempo passar que volto ao normal no fim de poucas horas e renasço sendo teu amor.
Beijinhos e abraços apertados fazem bem também.
Amassos escondidos apimentam o antes e fazem arder como pimenta, o da hora do prazer.
Acaricia os poetas com tuas palavras doces,
que eles te brindaram com letras de flor e mel.
Comamos juntos as comidinhas de amor que prepraramos juntos no silencio das madrugadas.
Lembra que ainda tenho muito amor para compartir com o teu.
Não deixa que outros corações acenem com luzes mais brilhantes.
Venha sempre que a vontade chegar e traga teu corpo,
teu sorriso, tuas piadas e carinhas de safada, que te
devolvo o coração que deixastes comigo na ultima vez.

... Talvez não entenda isso tudo, mas até os poetinhas foram de férias e deixaram sem ilusão meu coração
... Quando leres, sei que saberás ser para você, pois só teu coração conhece meus momentos, minhas noites, minhas birras e meus afagos.

Não podes esquecer que foi a primeira e ultima vez que disso escrevo.
Até porque, nem sei se você precisa ler tudo isso, pois tudo o que te peço, você já faz, mas meu coração é exigente demais para ficar com saudade... rs

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

3 comentários:

Tania Medeiros disse...

O poeta sempre escreve para a pessoa que o lê, e é desta forma que me coloco, sempre a sorver tuas letras de flor e mel .... como se fossem pra mim.

É sempre muito gostoso ler vc.
Beijo vc com carinho!

Nanci Cerqueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
R.Cássia disse...

Freud diz que nós somos "o outro" em nós mesmos... rsss... Deve ter razão...
Bonito recado.
Bjks!