Cole o Código do Banner

18 de set de 2009

Te amo demais...



Coisinha sonhada,
amada, esperada, saudade me faz...

Pingo,
pinguinho de gente,
cantava em choros e
sorria verdades...

Pinguinho de gente,
hoje,
ainda,
menina de mel em sonhos cor de rosa...

Pinguinho de mel,
te darei minhas lágrimas,
quando delas precisares para adoçar
tuas conquistas e tropeços...

Pinguinho de lágrimas vivas na memória pai,
que distante busca tua forminha em outras aquarelas meninas...

Pinga a saudade do abraço mais abraçado que o abraço pode ter.
Das poucas palavras escritas na rapidez de teu tempo,
um clarão de imensa alegria untou meu coração de você.

Sei que muitas luas e céus estrelados ainda povoaram teus sonhos.
Esperança que plana solta pelos ares que navego na busca total de teu coração.

Minha ainda menina pequenina.

Te amo demais.


Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

3 comentários:

ana wagner disse...

Que poema emocionante, Rilton!
Sabes escrever tua dor de um jeito
rosado...
Um grande abraço, amigo querido!
Aninha

Nanci Cerqueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
R.Cássia disse...

Descrever a saudade na limpidez das lágrimas nem sempre é tão fácil... Poucos conseguem.
Sua descrição é real, inocente, sensível, verdadeira... E contagia.
Bjks!