Cole o Código do Banner

9 de nov de 2009

LIVRE ARBÍTRIO...



Pouco me diz, o que pensam, acham ou reclamam.
Parei os sonhos e reparei na realidade do diagnostico.

Vivi a luta do: "QUEM SABE".
Alimentei a escassez de tempo do: "PODE SER".
Afastei batalhas e conquistas nos braços do gasto e sem sentido: "VAMOS DAR UM TEMPO".
Voltei pelo bem e único sentido do: "EU AINDA POSSO".

Não darei o gosto doce dos fracos a rirem de minha descrença.
Não oporei a vontade de fazer o que ilusão me da.
Não corrigirei amores passados.
Não alimentarei amores futuros ou presentes.

Apenas serei vivo, enquanto morto nada poderei...

Tão breve é a vida, para tão grande vontade.
Sempre a vivi contrariando os ventos, rajadas e tempestades.
Hoje, inimigos voluntariosos e autônomos encolhem meus passos, minhas caminhadas, pelos céus em sentido livre.
Percebi que quanto mais desejo, atam-me os sonhos, a vida,
corações e rosas vermelhas, que tantas usei, para fazer feliz.

Tenho que correr sem pernas, sem ar, rápido como a paixão.
Driblando insensíveis veredictos a trazerem contra-tempos,
na exatidão da verdade।

Meus dias, feitos e vergonha, tão pouco lhes interessa।

Que no final de minha história, alguns contarão trocados dados,
enquanto outros, falarão bem pouco do bem e muito tempo do mal.

Na certeza da prevista incompreensão dessas enfadonhas letras,
nada peço, nem nada quero.
Minha vida, coração, corpo e letras, ainda a mim pertencem e deles, faço o que bem aguentar e minha realidade permitir.

Apenas uma certeza tenho em conta e dela
não abro mão...

Beijem minha lembrança com expressões de verdade,
pois, quero poder guardá-las nesse tempo que me resta,
sorrindo com seus lábios, que infelizmente,
nunca beijei.

Rilton Nunes


Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

6 comentários:

Tania Medeiros disse...

Meu querido Rilton

O ontem não mais existe, o amanhã ainda nem chegou... resta-nos viver o HOJE.
E o HOJE existe o seu carisma, seu talento, sua capacidade de ENCANTAR.
"Tão breve é a vida, para tão grande vontade"
Pois é ... tão breve mesmo!
Então que bom que pensas assim:
"Minha vida, coração, corpo e letras, ainda a mim pertencem e deles, faço o que bem aguentar e minha realidade permitir."
E me deixará muito feliz por ter tuas letras no meu deleite.
Obrigada te digo com esta boca que nenhum beijo teu anda saboreou, mas que pode te dizer:
MUITO OBRIGADA POR ESTAR AQUI DE VOLTA E ME FAZER FELIZ!

Te beijo com carinho!
Obrigadaaaaaaaaaa
Tania

RITTA VENCESLAU disse...

VC MEU ANJO SEMPRE ENCANTADOR...

PARABÉNS...!!!

BEIJUUUSSS...HOMEM BONITO...RS
.
.
.
.RITINHA

Mary Cristina disse...

como sempre ler seus poemas é viver em uma outra dimenssão,eu simplesmente amei...beijos

R.Cássia disse...

Intenso desabafo, num tom de realidade e fantasia, que talvez poucos conheçam.
Uma vida de sentimentos, sonhos e certezas incertas.
Belas verdades de alguém.
Parabéns pelas letras!
Minhas bjks!

Nanci Cerqueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Choro e chorarei sempre.
Tive você tão pouco que guardo cada segundo como se fosse um unico.

Te amo e sempre amarei teu coração, teu jeito sério, teu sorriso franco, teu carinho infantil com os infantis.

Sei que fui uma entre tantas que te amaram e que ainda te amam por esse mundo, mas fui a unica que te deu tua prencesa, tua extenção da alma feminina.
O orgulho que sinto quando ela copia tuas poesias e diz que um dia, escreverá a DEUS, pedidndo para te emprestar pra ela, fazendo assim, você seu PAIZINHO, o poeta eterno do seu coração.

Te amo homem, obrigada.