Cole o Código do Banner

1 de abr de 2010

Pequenina, Psquitiuzinho...VOCÊ



Dia com muitas decisões, muito corre corre, muita constatação.
Finda a vida comum.
De repente, sem aviso, a transformação...

Dia especial por você, por tua lembrança, por minha saudade.
De repente tudo volta e tudo se vai, no contexto atual da vida.
Saudade, muita saudade, mesmo nesse dia ainda não terminado.

É um dia de ambiguidade.
Pura sensação de passado.
Momentos de delírio contido,
sonhos de felicidade e mais saudades.

Dia comum com um amor do passado.
Não mais tinha idéias, noticias tuas.
Sabia que és feliz, pois ela, a felicidade,
sempre te mereceu.

Nesses momentos de chuva e de sol,
a noite companheira me faz sentimento,
lembrança, cheiro, voz, amor ainda...

Não quero uma noite de introspecção.

Mas como perdi o jeito em juntar letras,
tento colocar alguma emoção, muitas lágrimas e desejo,
abusando dessas poucas amigas que ainda não me abandonaram.

Li em algum lugar,
"Que a saudade mais doída
é aquela que não sentida".
Mas qualquer saudade machuca, eleva os sentimentos para o vazio,
mesmo que apenas o presente seja saudado, naquele velho espelho
do passado.

Queria hoje ser apenas um mágico.
Um duende do bem e do carinho.
Um ser iluminado.
Um amor pra ti.

Mas apenas me vejo comum.
Coração choroso, mãos secas e tremulas
voz abafada no peito, saudade enfadonha,
mas marcante.

Será hoje, dia especial para se olhar para o passado?
Ou apenas um dia comum de lembranças.
Mas como lembranças apenas, se estas tão perto e mesmo,
tão distante, em tuas circunstancias, em teus outros amores.

Poderia te propor que desses um presente a todas as rosas
e as recebesse algumas de meu coração.
Mas ele não mais sabe dizer coisas bonitas que emocionam.

Então menina, pequenina, Joana, psquitiuzinho,
minha doce mulher que provei por tão pouco tempo.
Fica bem e perdoe esse coração comum,
deposito eterno de um sentimento tão maior por ti.

Fica bem.


Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

3 comentários:

Tania Medeiros disse...

Oi Rilton
Como é bom acordar e ter letras suas para saborear....
A vida é feita de conquistas e despedidas.
Que bom que é, senão não teríamos "saudades" .... e é tão reconfortante sentir ... afinal só tem se se vive ou quase viveu!
Te adoro meu amigo e irmão! Beijo voce sempre e prioritariamente.
Tania

R.Cássia disse...

Parabéns por tão nobre sentimento... A saudade...
Bjks!

Lorena disse...

amei!!!
muito lindo. é para pensar
vc como sempre poeta
bjs