Cole o Código do Banner

28 de jan de 2011

Coisinhas poucas das coisas de tempos atrás...



Estranha outra gota
em desalinho brota forte e doce,
naquele olho já tão ressentido,
ressecado de tantas lágrimas secas.

Um calor, fraca tristeza,
no dia de um sal diferente
que sem água, tem até sabor de beleza.

Teima e teima...

Escorrega nesse rosto quase já todo sofrido,
servindo e expondo angústias e glórias.

Estranha essa gota gostosa no molhar,
ascendendo olhos ainda vivos,
quase forte, ainda tão cheio, de outras
paragens, estórias e corações apertados.

Diferente o caminho percorrido
por cada gota, em cada olhar,
em cada dor.

Serão meros caminhos escritos por gotas
no amor com suas dores, esculpidos pelo coração

O tempo passa e chega a hora certa da duvida
no amanhã conhecido.
Outra gota, novinha em folha,
transforma-se em suave lágrima,
encharcada de alegria, vida e chuva.



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

2 comentários:

R.Cássia disse...

Somos mares em gotas, de dores, sofrimentos, aprendizados, mas também de alegrias e conhecimento. Bom deixar brilhar em cada gota, a lágrima da vida.
Bjks.

Nanci Cerqueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.