Cole o Código do Banner

29 de jun de 2011

Brincando de Vida...



Pensei tanto no teu amor,
que chorei e sorri mais de mil vezes.
Chamei tanto esse amor, que a sorte brindou-me com outra de você.

Divina sorte dos que acreditam na verdade...

Descobri caminhos novos na indiferença.
Donde frutificaram sentimentos reais, sonhados divididos,
compartilhados sem leviandades.

Na paz que hoje vivo, traz-me a fortuna do amor real, sério, seguro e gostoso demais...

Algumas deusas, musas e mulheres reais
surgiram como mandamento do bem querer.
Chegaram fortes, sensíveis, sinceras, bandidas, putas e até
mulheres comuns, mas dessa fonte única, apenas você, hoje, bebe de minhas vontades.

Hoje já não sonho teus sonhos.
Com aquela maldita saudade das letras dos tempos em que eu
queria-te demais...

_Danada de boa essa insensatez da aventura, mas bom mesmo é o amor...
  

Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Nenhum comentário: