Cole o Código do Banner

20 de dez de 2011

Dona da minha vida...



Quando se esta em um mundo sem chão,
sem visão, sem dor,
nada por fazer, nada que esperar.
Daí advém você, minha única força
para voltar, para respirar outra vez, 
os ares do desafio de viver

Daqueles momentos em total solidão,
posso apenas viver das memórias do coração.

Te digo Pitanguinha,
meu curandeiro maior,
receitou você em meu retiro.

Assim, passei a viver em você outra vez...

Os momentos que fizemos especiais juntos.
De cada olhar que sob a lua escondemos
com medo de perdê-los.
Nas estradas, os lindos sorrisos plenos
que sorrimos cúmplices.
Cada gesto de sentimento.

Renascia a cada amanhecer dos nossos dias,
quando, vez por outra,
inventávamos, criávamos de coração liberto
poemas de amor, de luz e esperança.

E sempre que findava o momento entrega,
ela, tua força, em uma pequenina lágrima
sempre chorava alegria.

Ao longe, no mundo dos ausentes,
ouvia claramente aquela música que
reacendia nossa emoção.
E chorava a plena saudade o teu sorriso,
o teu jeito de dizer, de fazer de mim,
um homem mais que comum, mas que amado,
ama com forças infinitas de serem medidas.

Na incredulidade de almas,
se elas existem ou não,
jamais saberei,
só sei que existe uma cumplicidade
e afinidades verdadeiras em
nossas vontades gêmeas.

E nesse momento de volta,
confesso que não me fiz de rogado,
sentindo o sabor desse nosso desejo
do viver os corpos.
Gritei nossos segredos e nossos beijos.
Tuas caricias infindas,
meus abraços envolventes.

E nos afagos de mãos atrevidas
para nós não se farão distâncias
nem se construirão barreiras,
que não possam ser repelidas.

E assim,
nessa louca viagem,
troquei com nosso filho,
em sua infinita bondade,
seu efêmero tempo,
pelo o que ainda me resta.

Mas por ser nosso... cobrou-me compromisso...

E, em te amar tanto assim,
cumprirei o acordado;

Cuidarei de ti, mas que tudo.
Te farei mulher, sempre que te arrepiares.
Te mostrarei meu caminho, seguindo o teu.
Plantarei minha parte, em ti,
para trazermos de volta,
nosso fruto.

Sendo assim,
não te agradeço nada,
pois quem ama, não busca graças,
as inventa, as cria pelo
bem do outro.

Mulher,
você realmente é especial para mim!

Creative Commons License

6 comentários:

Letícia disse...

Lindo demais poeta.

Parabéns

Luana disse...

Rilton, realmente estou muito feliz por sua recuperação.Você merece toda a felicidade do mundo.

Beijocas

Renata(TUA) disse...

O que dizer meu amor?

Te amo mais que qualquer coisa em minha vida.

Sou tua e ponto...kkkk

Nanci Cerqueira disse...

Poeta,

É muito bom saber que estas bem! Fico feliz!

Temos que ter a capacidade de identificar no deserto vida! “Sentir a alma do mundo! Querer nos transformar em vento” “Tudo é escrito pela mesma mão” Mas... temos que sempre buscar a nossa “lenda pessoal” Você, não deixe nunca de caminhar nesta busca!!! Bjs na tua alma

Bjs na alma Renata! Feliz sempre!!!

Mel e David disse...

Simplesmente divino.

Parabéns por sua recuperação e por esse amor que você sempre sonhou.

Conte conosco.

Bjos

R.Cássia Púlice disse...

Muito feliz em vê-lo na ativa, com vida, anseios e bem.
Muito bom poder lhe desejar mais felicidades e sabê-la plena.
Feliz por vocês.
Saúde.
Bjks mil!