Cole o Código do Banner

1 de mar de 2007

Minhas meninas ... Meus amores


Como vivê-las apenas mulheres?
Como percebê-las,
apenas em suas inseguranças?
Como encara-las de peito aberto,
sem sorrisos?

Como chama-las mulheres apenas,
com seus corações, ainda meninos,
em busca de amores e palavras doces?

Algumas, mais sóbrias,
recatadas em suas desilusões.
Outras, mais soltas, desvairadas,
com suas decisões.

Como senti-las apenas mulheres,
com seus corações coloridos,
brincando com a paixão?

Aqui no paraíso,
como também ao longe.
Mulheres são,
não apenas bênçãos,
mas constante redenção.

Como viver de longe,
afastado de suas artimanhas,
de suas farpas,
que na forma de beijos ardentes,
nos ferem, despertando vontades.

Que mulher, apenas mulher,
desabrocha o sonho, a aventura,
o medo, o frio gostoso que sentimos.

Como vivê-las apenas mulheres? 
Como percebe-las, 
apenas em suas inseguranças? 
Como encara-las de peito aberto, 
sem sorrisos? 


Como chama-las mulheres apenas, 
com seus corações, ainda meninos, 
em busca de amores e palavras doces? 


Algumas, mais sóbrias, 
recatadas em suas desilusões. 
Outras, mais soltas, desvairadas, 
com suas decisões. 


Como senti-las apenas mulheres, 
com seus corações coloridos, 
brincando com a paixão? 


Aqui no paraíso, 
como também ao longe. 
Mulheres são, 
não apenas bênçãos, 
mas constante redenção. 


Como viver de longe, 
afastado de suas artimanhas, 
de suas farpas, 
que na forma de beijos ardentes, 
nos ferem, despertando vontades. 


Que mulher, apenas mulher, 
desabrocha o sonho, a aventura, 
o medo, o frio gostoso que sentimos. 
ao vê-las em ritmo de tórridas paixões, 
se não for ainda uma menina? 


Minhas meninas, meus amores. 
Meus amores de meninas. 


Como viver sem tê-las comigo? 
Como não sorrir, 
quando dizem nas entrelinhas? 
Como conduzi-las, sem risco correr? 
Como prosseguir distante? 


Mulheres choronas, 
arteiras, 
belas, 
ciumentas, 
encrenqueiras, 
saudosas, 
pertencidas, 
alheias, 
sorridentes. 


O que sou, 
o que somos, 
sem teu olhar de fome, 
sem teu sorriso de cumplicidade, 
sem teu corpo em divisão, 
sem tua felicidade como meta? 

Creative Commons License
Esta obra está licenciada por

Licença
Creative Commons
.

7 comentários:

Elâine disse...

Poeta, o que dizer?
Como viver sem suas poesias de ternura, encanto e paixão?
Como não sorrir quando, já mulher feita, nos sentimos meninas pequeninas embaladas no colo de seus versos?
Como não segurar sua mão nas entrelinhas que somente nossos corações e desejos sabem enxergar?
Obrigada por me permitir sonhar em ser mais MULHER ao ler suas belas poesias.
Amo você!

Sandra disse...

Me senti no paraíso!!!

Lindas palavras: doces, quentes, amáveis, sedutoras....

Me senti conquistada!!!

bjss Poeta, você encanta!!!

Carlinha disse...

Quero casar com você!

Você é demais "POETA DO CORAÇÃO FEMININO".

Mil beijos

amelia disse...

Rilton,
Lindo,uma homenagem a todas as mulheres, de forma doce, e sensual...
como não apaixonar por algo tão lindo assim?
beijos

dryka disse...

você é realmente maravilhoso!
me encanta,fascina...
homem,poeta lindoooooo...
me sinto protegida,amada...sua menina...compreendida a cada poesia sua.

nanci cerqueira disse...

Menino, te chamo de menino, porque sempre me chamou de menina, e a minha alma encantou, me apaixonei pela delicadeza, o carinho, pela cordialidade do chamado de menina, sentir que eras um homem que sabias o que as mulheres gostavam de ouvir, só gentileza kkk, sentir que o teu amor é grande, tua delicadeza é extrema, tua vontade de fazer as tuas meninas felizes supera teus ideais e afaga tua alma, obgd poeta por fazer parte destas meninas e destes amores, esta poesia é um encanto pra todas nos, tenho certeza disso!!! Obgd poeta, por eu estar fazendo parte deste sentimento fantástico, na tua descrição sobre todas as mulheres, eu sei onde me encaixo kkkk.

Como viver sem te-las comigo?
Como não sorrir,
quando dizem nas entrelinhas?
Como conduzi-las, sem risco correr?
Como prosseguir distante?

Meio beijo poeta!

ana wagner disse...

Lindo poema, Rilton!
Te ler é um bálsamo pra qualquer mulher...Beijos