Cole o Código do Banner

8 de mai de 2007

Devorando você...


Sentindo você, posso dizer assim:

És peluda,

gostosa e carnuda.

Tens recheio de gosto.
Teus seios de cor única.
Com lábios, sabor banquete.
Te sinto.
Me buscas com teu cheiro.
Me tens em devaneios.

Você de corpo molhado ou seco
és premio deliciosa viagem.
Como és gostosa nessa louca,
troca, quase incestuosa,
pecadora.

Clarinha ao sol,
pêlos irreais, loirinhos
quase dourados perdição.
Sempre arrepiados,
em sinuoso alvoroço.

Me fazes fora do serio.
Me deixas ligado, louco
em águas na boca

Percorro o teu corpo,
te descubro,
mordo,
chupo,
aproveito teu néctar.

Sinto o aroma do dia,
da noite, campestre
de tua pele, me fazendo
desejo surreal, carnal,
desprovido do comum.

Provo gosto de fruta nova,
ainda em penugens aveludadas
em que devoro minhas vontades,
em te comendo,
arrancando teus sons
de deliciosa satisfação.

E te provando com os dentes,
marginando teu doce caminho.
Te possuo do inicio ao fim,
deixando pra terra-mãe,
apenas teu caroço.

_ Adoro pêssegos, e você?



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.


***

Adaptação de um texto de:

Eustaquio Mario

4 comentários:

AMELIA disse...

Poeta, este pêssego que voc~e gosta, não é bem o que eu gosto..rsrsrs
Òtimo poema, sensuale envolvente!
Beijos

Elâine disse...

Muito bom mesmo poeta! vc tewm usado muito bem as palavras para nos provocar. Fascinante. Amei.
Em tempo... adoro pêssegos!

Rita disse...

Tratando-se de "Fantasias", o gosto do pêssego deve ter um sabor inimaginável...Parabéns pela descrição...Bjks

nanci cerqueira disse...

Poeta, alimentar-se de amor e carinho é sentir-se saciado de vida... Tua palavras nos faz senti a ternura, a delicadeza, o prazer, a magia, a sensação no momento do amor. És mágico descrevendo desejos, sonhos sonhados, momentos sublimes e únicos!!!

Provo gosto de fruta nova,
ainda em penugens aveludadas
em que devoro minhas vontades,
em te comendo,
arrancando teus sons
de deliciosa satisfação.

E te provando com os dentes,
marginando teu doce caminho.
Te possuo do inicio ao fim,
deixando pra terra-mãe,
apenas teu caroço.


Este afetuoso passeio nas alamedas da alma, vai disseminando este grande sentimento que é o amor... o amor inteiro!!! Sempre digo que és feiticeiro de almas!!! Um beijo.