Cole o Código do Banner

28 de mai de 2007

TEMPO MARCADO


Porque do choro?
Porque da alma pequena?
Por que do amor?
Por que da saudade?

Não, nada disso...

O choro é pela falta de futuro,
pela chance pequena de um destino
com tempo marcado, certo,
curto demais.

O choro não pode ser por amor,
já que por amor não se chora.

Por amor, se vive o tempo a viver.
Por amor, se marca encontro na eternidade.
Por amor, perdoamos até a morte.

Por isso, vai com a luz,
que aqui te cercou.
Que de tão forte e limpa,
o sol sentiu ciúme
e mandou um raio de amor
e descanso te buscar.

Ei meu "amor de coração",
não te esquece que aqui
alguns corações baterão mais
lentos com tua partida.

Lembra que mesmo de longe,
corações estarão se acelerando
com tua lembrança.

É assim mesmo, viestes apenas
mostrar a dor e a luz,
pois como sábio que és,
sabias que elas jamais deixarão
de estar em nossos corações.

Vai meu anjinho negro,
segue como estrela que és,
pois gritarei ao mundo,
que por teres alma incolor
como dos santos-crianças,
esse mundo, não te merecia.



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.
Código do Texto: T539840

6 comentários:

Elâine disse...

ENTRE,
Vou abrir as portas da minha casa
Entre!!!
Traga pra mim essa dor
Q nunca ecoa! Conte pra mim
Suas velhas histórias, suas novas e coloridas dores,deixe q
segure suas mãos firmes!
Não posso olhar em seus olhos,
Mas sei sentir seu olhar,
Seu pesar ,entra direitinho
No meu coração.
O mundo parece sobrar um olhar
quero que meu colo, minha amizade
Traga muita paz,uma palavra,um verso
E coloridas flores,sem perfumes
Mas q são bálsamo
Para a alma!...
Vou abrir minha casa
Para q você entre!
Permita que eu seque suas lágrimas
Se preciso for.
Vc não é apenas um nome
Que se esconde atrás de uma tela.,
Você tem alma, asas
Como os verdadeiros anjos...
Você tem um “eu“ q precisa e deve
Ser respeitado, e,
Ser amado.
Te ofereço para sempre meu amor e minha amizade;

Não existe a morte
Nossos entes querido apenas dobram a esquina da estrada da vida
e não podemos vê-los por esse motivo.
Nessa estrada chegamos a esta mesma curva e os reencontramos.
Bjs!
Não precisa aceitar, postei aqui pois sei que aqui vc lê. Se quiser conversar estou aqui. Bjs!

Elâine disse...

Lágrimas em forma de versos. A beleza triste emocionou de verdade. Bjs!

poemas disse...

Poeta um dia te perguntei,o por quê de tanta amargura num poema,se sofrias tanto assim.Você me respondeu que poemas era tão somente poemas...assim espero que esse como aquele do passado não reflita uma realidade,mas caso seja um momento da sua vida,só tenho a lamentar e ser solidária com o que aconteceu...
Nada nessa vida é em vão, a morte nos mostra a nossa real dimensão,que devemos nos despir de vaidades e orgulho,pq por mais poderosos que imaginamos ser,não somos nada,apenas seres humanos impotentes,diante do inevitável, erramos acertamos,imperfeitos seres em busca de algo que não sabemos precisar.
As minhas mortes me melhoraram,me fizeram despir de egoísmo,de ligar para pequenas coisas deste mundo,a ser mais flexível,menos arrogante,mais humana.Foi e está sendo um dificil aprendizado vivermos sem quem amamos,sem quem sentia que nos amava tb.É perca irreparável,perde-se direção,referencial,sente-se mais só e insegura.Mas aprendizado...
Fiz limonada,nada pode ser em vão.
Um abraço!

Rita disse...

Ainda bem que somos sensíveis,
Sensíveis à dor, ao sofrimento,
E principalmente ao amor.
Ainda bem, que percebemos,
O quanto ainda podemos,
Demonstrar nosso carinho,
Dar um beijo amigo, e silenciar
Em respeito mútuo, juntos se preciso for.
Ainda bem que o tempo passa,
E leva com ele a tristeza,
Diminuindo a incerteza
E o tamanho da dor.
Ainda bem...

Bjks em vc.

Amélia disse...

Estes versos, são gotas de lágrimas, que emocionam e nos fazem parar para abrirmos um pouco mais nossos corações érante a vida e a dor!
beijo

nanci cerqueira disse...

Poeta, dá adeus a quem amamos é muito forte, mas fica sempre a certeza que somos pequenos e frágeis, logo temos que ser grandes e fortes pra suportar. Com a dor se abre uma porta até então lacrada, por esta entrada nos vemos como realmente somos, sensíveis, meninos e com amor no coração, que não sabemos nada, temos que aprender. A vida nos ensina a cada dia, mas nunca nos ensina realmente a aceitar a morte, aceitamos a nossa mas nunca de entes amados. Tua dor atingiu meu coração, me fez calar, chorar, pensar, querer estar junto, te dá a mão e acalentar tua alma. Menino teu anjinho é uma grande luz que surgiu na tua vida, ele estará de lá, bem de cima te fazendo sorrir, sentirás sempre, pois estará dentro do teu coração. Teu poema é emocionante!!!

É assim mesmo, vistes apenas
mostrar a dor e a luz,
pois como sábio que és,
sabias que elas jamais deixarão
de estar em nossos corações.

Vai meu anjinho negro,
segue como estrela que és,
pois gritarei ao mundo,
que por teres alma incolor
como dos santos-crianças,
esse mundo, não te merecia.


Não sei se nesta vida existe destino, coincidências ou milagres!!! Prefiro acreditar que pode existir milagres... Pois tudo na vida tem uma razão de ser, tem um porque! Você é um homem iluminado! Tua jornada é longa. Tiro o chapéu pra você. Você é um cara Retado! Você é Você!!! Obgd por me permitir estar perto. Te beijo menino.