Cole o Código do Banner

3 de jul de 2007

A hora é essa....


É hora de sair do lugar,
de olhar para todos os lados
e seguir.

É hora de voltar a sentir
o vento no rosto,
os pés fora do chão
e o prazer instigante
das dúvidas.

É hora de voltar a suar,
sangrar, a gritar
pelo mundo.

É hora de nascer de novo,
é hora de se sujar,
de se inundar de mundo,
de ser vontade novamente.

Tudo é difícil, mas
é hora de deixar impresso pelo mundo,
o universo das minhas escolhas.

Se não gostou,
te cala e morre na
mesmice cotidiana
dos amores pequenos.



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

4 comentários:

Elâine disse...

Como calar se versos verdadeiros de ãnsias de liberdade e sentimentos fortes teimam em tocar no rosto e na alma?
É só se entregar à intensidade da poesia e sair do chão.
Intensa e bela. Parabéns!

Amélia disse...

Linda e forte esta poesia!
Liberdade de escolhas e de sentimentos!!
"de ser vontade novamente"
Torno a dizer, muito forte e real!!!
Parabéns!

R.Cássia disse...

Exatamente como gosto...Palavras simples, subentendidas mas, que dizem tudo...Bjks

nanci cerqueira disse...

Poeta, fiz isso há 6 anos atrás, sai, sacudi a poeira, senti o vento no rosto, gostei de mim, mas com os pés no chão, dúvidas não tive, voltei a ser eu, sentir a vida, ri, gargalhei, passei a falar com o mundo, a sorrir pro povo na rua, voei, um vôo bonito pra dentro de mim, descobrir lindas paisagem, que me fez ver o mundo macro com mais beleza, pois o meu mundo está construído na minha alma, no meu coração, sempre é hora de surgir com forças pra viver, sem temer, pois o que já vivemos, nós dá a certeza de enxergar o novo, com mais clareza de ver a luz!!! Cada dia é um novo dia...

É hora de sair do lugar,
de olhar para todos os lados
e seguir.

É hora de voltar a sentir
o vento no rosto,
os pés fora do chão
e o prazer instigante
das dúvidas.

É hora de voltar a suar,
sangrar, a gritar
pelo mundo.

A vida nos convida a viver, cabe a nós ouvir este convite, e acreditar, sem medo, desarmados de tudo, só assim se conquista um sonho!!! És fantástico poeta... te beijo mais e mais...