Cole o Código do Banner

10 de jul de 2007

Nosso fogo!!!


Por inteiro,
por tudo que seja,
dentro de nós,
todos os fluidos,
texturas e poros,
muitos lugares,
remotos e vivos,
tendo sempre a emoção
e todos os sentidos.

Seguro tua mão,
pra não cair de você
da altura máxima desse
teu corpo possuído pelo meu,
nesse frenético vai e vem,
em que um só, nos
colocamos em luta de amor.

Eu vou,
ora com força,
ora provocante.

Buscando o final,
teu gozo felino.

Volto pra dentro de ti.
Tu, como cobra menina,
se enrosca em minha cintura.

Fala baixinho, pra ninguém ouvir...

_ Não demora, não me tortura.
_ Vem agora, vem.
me segura, me aperta, morde
e depois, explodes teu mel,
que quente, escorre caminhos
só meus.

Ahhh!

-Fomos nós?

-Sim fomos só nós,
mas nem você, nem eu,
repara.

Foi só o fogo,
de dentro da gente...



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

5 comentários:

Elaine disse...

Depois de ser seduzida por palavras que s�o convites para o prazer, s� resta dizer bem baixinho:"Vem, vem agora"
Bel�ssima e sensual poesia. Adorei!

poemas disse...

Lindo poema!
Envolvente,quente e forte...
Tu tens um medo...de queimar neste fogo e se internar nos beijos quentes
do ardor da paixão.
PARAbéns!

Amélia disse...

Pode vir....este fogo é realmente sem fim!!!
Lindo e extremamente envolvente o poema!

R.Cássia disse...

Descrever a volúpia de forma sensual sem ser vulgar, é imprescindível, e vc o faz com maestria. Parabéns! Bjks

nanci cerqueira disse...

Poeta, com elegância descreve o fogo da paixão, a entrega total de dois corpos completos de amor, neste instante pede-se que o mundo pare, que nada exista, nada interfira neste momento sublime... só o cheiro do amor permaneça impregnados nos corpos transformados em UM!!! Fantástico teu poema!!!

Por inteiro,
por tudo que seja,
dentro de nós,
todos os fluidos,
texturas e poros,
muitos lugares,
remotos e vivos,
tendo sempre a emoção
e todos os sentidos.

Seguro tua mão,
pra não cair de você
da altura máxima desse
teu corpo possuído pelo meu,
nesse frenético vai e vem,
em que um só, nos
colocamos em luta de amor.

Forte tuas palavras, como deve ser a paixão... Digna como deve ser o ato de fazer amor!!! Te beijo menino bonito!