Cole o Código do Banner

10 de jul de 2007

Prêmio Maior...


Fenda úmida, voraz,
TUA.
em vida e morte ao corpo,
em soberba de prazer e
continuidade.

Vértice desejado,
TEU.
que fêmea, em hormonal,
que se faz mês a mês
dolorido.


Lábios, que provados,
túmidos e rubros convidam,
repetem doce harmonia de sons,
semelhantes a pétalas orvalhadas
de tua essência.


Loucura assumida.


Te abre viciada em dádiva,
essa parcela-luz,
que se faz minha
ávida do gozo,
cálice sagrado de
minhas sementes,
hoje, só tuas.


Sorriso Maroto



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

5 comentários:

Nadine disse...

Teu jeito que nos mostra
a beleza sensual de um poema
extremamente artístico,
incálculavelmente poético e lindo!!!!

Parabéns Poeta!!!

Beijos

El�ine disse...

Poesia forte, sensual e intrigante.
Provoca demais.

Amelia disse...

Poema que nos leva a uma viagem de prazer...
Lindo!!
PArabéns

R.Cássia disse...

Entre metáforas bem colocadas, musicalidade nas palavras e ardor nas entrelinhas, a paixão sucumbe... Gostei! Bjks

nanci cerqueira disse...

Menino Poeta, teus poemas são difíceis comentar, temos que nos transportas pra dentro dele e sentir, sentir a mais simples palavra por te dita, sentir o sentido, sentindo as sensações demonstradas com sutileza e detalhes, com nobreza e elegância no falar. Tratas o amor de dois corpos com pureza, como deve ser, este gesto te tornas diferente dos outros, te fazendo um poeta incomum!!!


Loucura assumida.


Te abre viciada em dádiva,
essa parcela-luz,
que se faz minha
ávida do gozo,
cálice sagrado de
minhas sementes,
hoje, só tuas.

A maior realização de uma mulher, é ser o terreno fértil para as sementes do homem que ama, recebendo com prazer a vida, e tornando-o soberano em tudo!!! É a natureza feminina!!! Linda tuas palavras!!! Te beijo menino