Cole o Código do Banner

2 de ago de 2007

Loucuras de nós dois...


Você diz que sou tímido,
polido demais e que não retrato
o que realmente acontece
em nós dois.

Lembro ainda, da tua cara
de reprovação, quando depois
de ler um poema antigo,
diga-se de passagem, muito
despretensioso, você,
danada perdição do meu corpo,
meio que sussurrando disse:

_ Meu macho e senhor do tudo,
escreve ai com tuas letras diabólicas
e sedutoras, todo esse tesão
e toda essa enorme fome,
que agora nos envolve
e que consome o nosso bom senso.

Não gostei,
nossa fome é só nossa,
mas como isso não te satisfaz,
tens agora em minhas letras,
total submissão aos dizeres de
nossos corpos e a realidade.

Medo... desejo... excitação,
juras, doloridas mordidas,
suspiros profundos, cheiros
da carne em brasa, você comigo,
eu em tuas entranhas...

Ah mulher...!

Que feitiço é esse que nós dá
muito mais que vontades?

Cada vez que teus dentes
me atingem ao ombro,
meu corpo ferve.
Meus extintos se fazem mais alertas,
sei que teu desejo vai a mil,
voam soltos pelo ar,
consumindo cada gota de minha
existência mundana, a te inundar
partes que agora em fogo,
se contraem em espasmos mais
que incontroláveis...

Ufa...!

Que bom que chagamos ao fim,
assim podemos sentir tudo
outra vez, só que agora,
com muito mais "vontades"
soltas e atrevidas...

Um amasso por teus pensamentos,
nesses momentos,
pode ser?

Tuas curvas me fazem te dedilhar
as possibilidades loucas do teu corpo.

Tua boca, como meu pecado de mortal,
em que não só me beijas molhadinho
e gostoso, mas sugas cada gota
da minha essência de macho,
me deixando, cada vez mais
desvairado e teu.

Sensações fortes e maravilhosas
invadem meu corpo e sabes como me excita
saber que você quer mais que comer
minhas forças, mas quer ser dona
absoluta e senhora dos meus desejos.

O espasmo é ligeiro,
paralisa, adormece,
mas em minutos a adrenalina
nos invade e vivemos a loucura
de nós dois em fuga desesperada,
em que quem sente nosso calor,
é o frio chão do quarto,
que nesse momento absorve toda
a nossa paixão pelo outro.

Fecho os olhos
e estou em você,
enroscada em meus braços.

Procuras meu rosto e puxando
meus cabelos me obrigas a dividir
tuas caretas, me mostrando
o quanto sentes, como que duvidando
que eu, diante de ti,
deliciosa senhora, pudesse estar sentindo
o que tuas contrações me fazem constatar.

Maldade dos deuses do sexo,
que te fazem sentir esses múltiplos
momentos em que tua alma te abandona,
deixando apenas tua carne,
minha agora,
a saborear nossos gritos mudos
e sem nexo.

Respiramos agora com mais vagar.
Teu peito ainda arfa,
num sobe e desce,
pra lá de sensual, onde
sem cerimônia descanso em
colando mais ainda
meu corpo no teu.

[Viaja comigo, vem...]

Agora eu quero você.
Agora eu só penso você.
Agora podemos nos ter.
Sempre, por hoje, eternamente,
pra isso, basta ler cada palavra
encantada por nós mesmos
e deixar acontecer...


Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

3 comentários:

Amélia disse...

Delicioso poema...cheio de feitiços, trocas e sensualidade!!!
Parabéns Rilton!

Elãine disse...

Uma poesia diabolicamente sedutora, repleta de sonhos, desejos, medo, amor e tes�o.
Linda, Amei!

nanci cerqueira disse...

Poeta, você me faz viajar, sair da minha realidade, chegar nas profundezas da minha alma, entrando num estado astral, sentindo cada palavras com muito entusiasmo, arrebatando sentimentos novos, grandiosos, imaginados, sonhados. Sentir que o amor é o maior dos sentimentos. Sentir que vale a pena estar junto se amar de verdade, de maneira plena, absoluta, limpa! Teu poema tem esta força, nós faz sentir! Fantástico menino!


Medo... desejo... excitação,
juras, doloridas mordidas,
suspiros profundos, cheiros
da carne em brasa, você comigo,
eu em tuas entranhas...

Ah mulher...!

Que feitiço é esse que nós dá
muito mais que vontades?

Fecho os olhos
e estou em você,
enroscada em meus braços.

Agora eu quero você.
Agora eu só penso você.
Agora podemos nos ter.
Sempre, por hoje, eternamente,
pra isso, basta ler cada palavra
encantada por nós mesmos
e deixar acontecer...

A naturalidade tem que existir, os sentimentos fluem com pureza, sem presteza, com realeza, com força pra prosseguir... A eficácia da imaginação acalenta nossos corações! Isso é o feitiço do AMOR! kkk

Te beijo meu menino