Cole o Código do Banner

1 de ago de 2007

Vício de você...


Vício, que
te quero
sempre.

É minha
a vontade.

Peço.
Tomo.
Conquisto.

Seja,
pra mim,
que te quero,
vem.

Teu
Tudo
Tão meu
e somente
teu

Você
menina,
é onde começo
e termino,
nesse vício
de te querer...



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

4 comentários:

Elãine disse...

Mais uma vez, poeta, vc nos brinda, toma, conquista e vicia...
Difícil saber onde começar mas tenho a certeza de não terminar.
Delicioso vício. Linda demais essa poesia. Parabéns!

Camilla disse...

Oi menino,

Nestas noites sem você,
desejando teu corpo,
bebendo do teu vinho,
lembro o teu cheiro morno,
regado à paixão,
molhado de tesão.

Naquelas noites,
teus pêlos eriçados
deslizavam entre meus dedos,
suaves como cetim.

E feito belos femea e macho,
galopamos distancias inimaginaveis,
até o obsceno de nossos desejos.

Nestas noites sem você,
recolho a tua bela imagem,
tão minha quanto fugaz.

Agarro na escuridão
teu sorriso sedutor e,
desesperada, vivo você,
te retenho, ainda que
por instantes,
no vaivém de meus dedos.

Beijos

Amélia disse...

Este vício eu queria ser..rsrs
Lindo poema, e viciante, como você!
PArabéns!

nanci cerqueira disse...

Poeta, kkkk tenho poucos vícios, mas me surgi um tão grande e forte, que me faz estar mais feliz, mais sonhadora, mais menina kkk, este meu vício é VOCÊ!!! Maravilhosas tuas palavras!!! kkk

Teu
Tudo
Tão meu
e somente
teu

Você
menina,
é onde começo
e termino,
nesse vício
de te querer...

Nunca irei tratar este meu vício, quero ele comigo sempre!!! Estou viva!!! Kkk
Te beijo meu vício! Com amor.