Cole o Código do Banner

27 de out de 2007

Um Dia, Um Adeus...


Só você prá dar
A minha vida direção
O tom, a cor
Me fez voltar a ver a luz
Estrela no deserto a me guiar
Farol no mar, da incerteza...

Um dia um adeus
E eu indo embora
Quanta loucura
Por tão pouca aventura...

Agora entendo
Que andei perdido
O que é que eu faço
Prá você me perdoar...

Ah! que bom seria
Se eu pudesse te abraçar
Beijar, sentir
Como a primeira vez
Te dá o carinho
Que você merece ter
E eu sei te amar
Como ninguém mais...

Ninguém mais
Como ninguém
Jamais te amou
Ninguém jamais te amou
Te amou...

Ninguém mais
Como ninguém
Jamais te amou
Ninguém jamais te amou
Como eu, como eu...

Guilherme Arantes

2 comentários:

R.Cássia disse...

Grande Guilherme! Muito bom... Bjks

nanci cerqueira disse...

Poeta, acho que o Guilherme roubou meus pensamentos! Kkkk Vou investigar!

Ninguém mais
Como ninguém
Jamais te amou
Ninguém jamais te amou
Como eu, como eu...


Lemos, sentimos... gostaríamos de ter escrito! Mas podemos oferecer! Te ofereço com amor na alma! Te beijo menino do meu coração