Cole o Código do Banner

14 de dez de 2007

ANJAS ....???


Meio século de estrada
parti célere para descobertas.
Fui me enfeitiçar com a utopia.
Minha nave era um sonho,
movida por fantasias.

Percorrendo os céus da vida,
ouvi o chamar dúbio de algumas anjas,
como homem, curioso e ingênuo,
deixei-me logo enganar,
encantar, adivinhar,
por esse novo chamar.

Ainda menino,
desde sempre fui avisado,
para cuidado ter,
para evitar anjas
de canto débil,
puras e perdidas.

Mas sentia-me diferente,
forte e tentando aparar asas
gastas com desilusões,
por pouco não perco meu rumo,
prumo e bom-senso.

Mas logo as verdadeiras faces
revelaram-se, mostrando
que anjas não têm asas quebradas,
nem corações egoístas e
o que me encantou, por pouco,
por um susto, não me arrastou
de onde jamais poderia escapar.

Muito tarde consegui entender
a dor desse meu descobrir.

Por isso, ainda agora,
sigo minha viagem,
mas o chamar de anjas
que queriam apenas destruir
transformou-se em gemidos
de angustia e indiferença
e ninguém mais,
se eu poder, um dia tiver,
deixarei que alcem
seu penoso chamar em
seus vôos diabólicos...



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

8 comentários:

Anônimo disse...

Me permite? Vc há dias atrás disse-me:-como vc escreve bem quando está cop]m raiva...rs.
Agora a minha vez vc escreve muito bem,quando apaixonado...Esse sentimento que estampa no poema,não combina contigo...Rancor,desconfiança e prevensão...Não te faz!
Se apaixone logo e rápido!!Queremos seus poemas de amor!
bjos

Luciany e Marta disse...

Demais poetinha, demonios disfarçados de ANJAS, é o que mais se encontra por ai...rsrsrsrsr

Isso é recado ou contestação?

Adoramos você.

Beijos

Tonril disse...

Não gosto de comentar as opiniões que por aqui deixam, ainda mais anônimas,pois essas nem verdade moral tem.

Como poeta gosto de comparações do meu trabalho, com ele mesmo.Isso me incentiva a sempre escrever pra mim mesmo e nunca pensar no que afetará ou não os que dele apreciam ou não.

Obrigado pelo carinho de sempre.


Rilton

JEANINE disse...

HUM....RRS
VOU PROPOR A SALOMÔNICA....
POETA....
FALE DAS ANJAS NÃO DÉBEIS...
FALE DAS ANJAS CONTRUTORAS....

FALE DO AMOR QUE SENTIU POR ESTA ANJA...QUE FINGIU TER ASAS QUEBRADAS....E TENTANDO TE CONQUISTAR...CAIU...E TE MACHUCOU.

UM BEIJO

nanci cerqueira disse...

Poeta, forte teus sentimentos, és realmente um homem diferente, incomum, estas qualidades de dão visão da vida com clareza, cada dia, cada passo, aprendemos, sentimos, nós doamos e nos calamos pelas surpresas vividas! Em algum dia te disse que teus poemas muitas vezes são grandes conselhos, tem que ser bem analisados e sentidos neles a mensagem direta e clara! Tua verdade de expressão é admirável! Parabéns pro tua alma ser límpida!

Mas sentia-me diferente,
forte e tentando aparar asas
gastas com desilusões,
por pouco não perco meu rumo,
prumo e bom-senso.


Te admiro muito! Te beijo com carinho...

Leila disse...

Simplesmente divino....


Adoramos você poeta.

Verônica disse...

Oi Poeta tens a primavera na lembrança.
O amor no coração sofrido.
Nunca deixes apagar a esperança
A menina acordou, nada está perdido

UM beijo

AMELIA disse...

MAravilhoso! Nos faz viajar com suas palavras.
Beijo