Cole o Código do Banner

11 de dez de 2007

Por Teu Amor


Como são curiosas,
tuas vontades,
teus devaneios,
palavras,
tua busca.

Pensa bem...

As Letras se acham
em carentes corações multicoloridos.

É lá meninas, vocês sabiam?

São nas cores dos amores,
que se escondem,
que se defendem
as vontades,
os sentidos
e os desejos.

Elas estão sempre a esperar,
um simples suspiro de um coração,
para que, meio apaixonadas,
acordem seus corpos em desejos
febris de quem ama.

Falar do corpo,
de uma vontade,
mesmo um amor,
é como viajar por nuvens
e pouco a pouco,
fazê-las caírem em chuvas,
apagando toda a amizade,
o carinho e a esperança,
em únicas e pequeninas
gotas de amor.

Fazendo chover luxuria,
tesão e paixões arrebatedoras,
como aquela que fazes em mim,
e que me fizeste derramar
minha última lágrima por teu amor...



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

4 comentários:

Amandinha disse...

Belas palavras caro POETA.
E com arte...
Beijinhos.

Maria Clara disse...

Parabéns poeta, continuas a dizer tudo o que queres de uma maneira
simples , objetiva e fantástica.

Adoro você e o poeta.

Mil beijos

nanci cerqueira disse...

Poeta, amar é se encontrar em estado de graça, enxergar as mais lindas cores da vida, sentir que foi abençoado e presenteado pelo maior dos sentimentos que nos podemos sentir! Sentir amor é comunhão com a vida, é clareza da alma, é sentir o amanhã com alegria e esperanças! Parabéns menino, lindas palavras!

São nas cores dos amores,
que se escondem,
que se defendem
as vontades,
os sentidos
e os desejos.

Fazendo chover luxuria,
tesão e paixões arrebatedoras,
como aquela que fazes em mim,
e que me fizeste derramar
minha última lágrima por teu amor...


Meu amor, dá cor a minha vida, fazem meus sonhos sonhados, existirem dentro de mim com beleza! Te beijo com muito amor

AMELIA disse...

Amor é vida! Linda homenagem a este sentimento tão nobre.
Beijos