Cole o Código do Banner

10 de jun de 2008

Ainda é cedo...!


Logo após dengos,

sussurros e caricias bonitas,

como relógio que marca o amor,

você ainda envolta no sonho,

na minha partida,

chegava à porta,

rápida,

faceira,

desperta gostosamente

e sem que eu nada percebesse,

como menina sapeca,

fazia conchinha com as mãos

e quase num novo murmúrio,

bem baixinho,

apenas num gesto,

para que só você escutasse

e sem pestanejar,

repetia todas as juras feitas,

por nós,

na hora do amor.

e outro dia...

chorosa, você liga e diz assim sem mais,

_ "É tarde pro nosso amor, amor"

E como num clipe pude te ver,
te sentir junto ao coração,
lembrando dos momentos,
das músicas,
das palavras,
dos poemas,
de nós dois... e sorri.

_ É tarde sim menina,
o amor já nos pegou faz tempo...



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

3 comentários:

R.Cássia disse...

Em cada sonho uma imagem real... Bem descrito. Bjks

Aline disse...

Vim espiar de mansinho mais esse seu poema
que, com certeza, me levará à saudade,
a ternura e as certezas.
Como graças a Deus, não entendo teu coração,
já que uma vez faz brotar um olhar de fogo
que me consome, outras desejos
e em todas um,
eu volto sim,
nos finais.

Mas na realidade o que me importa é matar
essa louca fome que tenho de você,
nem que seja, só pra realizar meus desejos
de você, em você.

Mil beijos e obrigada
e pode voltar quando quiser...

Bjo.

nanci cerqueira disse...

Poeta...

“Não é tarde demais

Diga-me como você esteve,
Diga o que você viu,
Diga-me que você gostaria de me ver também.

Porque meu coração está cheio de nenhum sangue,
Minha xícara está cheia de nenhum amor,
Não poderia tomar outro gole nem se eu quisesse.

Mas não é tarde demais,
Não tarde demais para o amor.

Meus pulmões estão sem ar,
Os seus estão segurando fumaça,
E esteve assim por muito tempo.

Eu vi pessoas tentarem mudar,
E sei que não é fácil,
Mas nada vale o tempo sempre é.

E não é tarde demais,
Não é tarde demais para o amor,
para o amor,
para o amor,
para o amor.”

Norah Jones - Not Too Late

Fantástico teu poema... lindo, é tudo de bonito! Parabéns!!!

Te beijo