Cole o Código do Banner

26 de dez de 2010

Nossa Noite Apenas Começa...



E...
nesse momento,
me tens sob ti
e podes e queres
de mim, fazer o
teu prazer...

Como te dar prazer.
Te fazer vibrar ao desaguares
tuas reservas de sensações,
se nessa hora elas trazem maravilhosas verdades.
Não posso, não ouso impedir que tenhas prazer,
me fazendo delirar.

Como domadora confiante,
prendes com tuas mãos minhas costas
a cama, não me deixando reagir.
Posso apenas ser teu,
ser o alvo de tuas vontades
de fêmea.

Começas acariciando meus cabelos,
passeando, com teu hálito doce,
meu pescoço, beijando, lambendo.

Por vezes suavemente, em outras, com gestos selvagens,
sugas meu sangue.

Sussurras palavras febris,
me chama de amor, de menino, de teu homem.
Beijas minha boca, prendendo entre dentes,
minha língua, meus lábios, como a querer prolongar
o gosto desse nosso beijo.

De repente pendes tua cabeça
e em meu peito, pousa suave teu cabelo.
Para logo beijar, cheirar, lamber,
te perdendo assim inteiramente
por meus caminhos.

Com entrega sublime,
chegas de mansinho ao ser pronto
que te espera.
Logo o prendes em tuas mãos e
sentindo que pulsa louco por ti,
o beijas, acariciando seu forte ego,
fazendo mágica, realizando, por inteiro,
o momento do poder total.

Tomas em tua boca boa parte de
meu ser e sem cerimônia,
passas a saborear esse teu prazer,
me levando a loucura,
a maravilhosa submissão.

Olhas e sem necessidade de muitas palavras,
pede que me faça homem em tua boca.
Que te sirva de minha seiva maior,
teu prazer dividido, meu gozo final.

Totalmente a tua mercê,
te faço a vontade,
inundando de meu ser,
tua boca com meu maior
ardor e paixão.

Ainda em tuas mãos,
te beijo forte à boca,
fazendo com que te aninhes a meu lado,
para logo, com suavidade e extremo dengo,
te digo, com certeza,
que nossa noite apenas começou...


Poema postado anteriormente nesse Blogger.


Creative Commons LicenseEsta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

4 comentários:

JEANINE disse...

RILTON
TU ÉS UM PROFESSOR NA ARTE DA SEDUÇÃO.
UMA DELICIA DE POEMA...
QUEM ME DERA UM DIA VIVE-LO...COM UM HOMEM ASSIM...TÃO SÁBIO E SENSÍVEL...

Bruna disse...

Bom dia poeta...

Um pedido?

Posso ter o homem pra mim?

Adoro ler teu coração.

Muitos beijinhos.

R.Cássia disse...

Já disse uma vez e repito: poucos conseguem descrever sexo, amor e paixão dando-lhes o toque mágico da pureza, da sensibilidade e volúpia que o momento requer...
Parabéns!
Deliciosa descrição.
Bjks!

Nanci Cerqueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.