Cole o Código do Banner

8 de ago de 2009

Pais e Filhos !!!



Ao dispararmos as batidas de um novo coração, no ato maior
do amor, homens e mães, trazem para si, à luz de uma vida,
que sem pedir, perguntar ou negar adota como destino, seus futuros pais.

Por meio do sacrifício ao puro egoísmo, ao legitimo bem estar das noites bem dormidas, da liberdade das viagens e falta dos irritantes choros, tornamo-nos agradáveis à sociedade, as igrejas, aos falsos beneficios do supérfluo.

Em alguns dias se festejam pais, mães, avós, natal, independência e por aí se vão muitas outras homenagens.
Tá certo existe o dia da criança, mas será que esse dia existe mesmo para todas?

Não podemos esquecer os pais de coração.
Não deixemos de lado as incertezas da diferença do sangue.
Não critiquemos os pais que acham que não podem adotar.
Não percamos a esperança de absorver um coração vagabundo,
na real vontade de clarear a busca insana, por um pouco de amor, na frieza esquecida dos orfanatos.

Fica cansativa e perversa a idolatria que a mídia e corações bastantes vazios, buscam o perdão na adoção multimilionária de animais, que privados da natureza, da liberdade, servem de desculpa e bengalas, aos que preferem cuidar de um gato, de um cachorro, até de cobras e lagartos, que colorirem o coração cinzento de uma criança abandonada.

Tenho certeza que a alegria e o aprendizado ao amor, nós,
seres com dinheiro, casas e futuro, com um simples gesto,
mediante a adoção real ou financeira, podemos fazer a nós mesmos pais e mães, que no dia de amanhã, poderiam receber merecidos parabéns.

Pode até parecer amargo, covarde, essas poucas letras, ao fustigarem a consciência de todos nós, mas e daí?

Um destino concedeu-nos a todos os benefícios de sermos filhos. Porque não aproveitamos o de sermos pais também?

Nós que temos animais e se temos, devemos cuidá-los muito bem.
Poderíamos somar o que gastamos de carinho, amor e zelo, por um único ano e assim sentiriamos que é fácil dividir com um ser humano também.
A adoção, não somente aumenta nossa família, mas torna-nos membros da família de alguém que não tem nenhuma.

Adoção é o ato gracioso do destino com nós pais.
Como também nos traz a plena compreensão e gozo da maravilhosa sensação de fazer um coração sorrir.

Posso garantir que o miado gracioso do gatinho, o abanar de fidelidade do rabo do lindo cachorrinho, jamais poderão trazer tanta satisfação e amor, como o sorriso de uma criança, ao sentir-se, segura em seus braços.
Acariciados pelo batimento ritmado de seu coração ao dividir o amor.

Quando o Senhor Deus de cada um, vos brindar com o sorriso triste de uma criança, não se condene, sabemos que o fator sangue é forte.
Mas é esse vigoroso fluir, que nos faz viver o próximo, o amor, o ato de louvar a um ser inocente.

Somando-se todas as letras desse pedido ao amor, não alcança nem um por cento de corações que pedem socorro diariamente ao amor.

E por falar em amor...

Parabéns a todos os Pais, que com certeza um dia, tiveram a chance de chamar alguém de meu querido pai, meu velho, meu herói.

Faça alguém te chamar assim também e siga distribuindo seu amor a quem tanto precisa de uma porção tão pequena de atenção, esperança e destino.

Ao meu pai que me fez filho, pai e avô, meu muito obrigado por ensinar-me a tentar dividir o amor que tanto me deu.



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

4 comentários:

Nanci Cerqueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marta disse...

Rilton,
Obrigada pelo convite, é uma bênção poder participar de seu blog, e ter vc por perto....
desejo muito sucesso
beijos e carinhos

Rilton disse...

Nanci, como sempre te agradeço o carinho e participação fundamental nesse Blog.

Te beijo menina.

Rilton disse...

Marta, ter você comigo é uma honra das mais exclusivas.

Obrigado pela participação.

Volte sempre e deixa aqui tua opinião.

Te beijo.