Cole o Código do Banner

1 de ago de 2012

Menina Jambo




Menina-morena serena no olhar curioso 
e sorriso ardente... 
Em teus sonhos e teus receios, 
medo de mudança, resolução tardia... 


Medo de gente que machuca e vai embora 
e que nos detém em dias de suspiros repetidos... 


Menina doce, serena que em busca de sua paz. 
Pensa saber o que sabe o que quer e como chegar. 
Mas no medo do dia a dia apenas sonha. 


Que desenha pinta e borda... em devaneios 
Que ama, acaricia, acalenta...em verdade sonhada e merecida 


Morena serena que me dá dengo, um certo aconchego. 
E deixa a alma desconhecida, sem sossego, 
com sabor de quero mais 
sempre mais. 


Quem será, quando será, que nos braços desta menina-morena, 
Esta serena mulher a felicidade poderá realizar? 


Tendo a certeza de que, um amor ainda pode nascer, 
e quem sabe sempre existirá... 


É... Quem será?

Rilton



Creative Commons License

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons.

Um comentário:

R.Cássia Púlice disse...

Suave e gostoso... Lindo poema!
Bjks.